Inspiração

Hashtag #SouFeministaPq mostra a importância da luta feminista no Brasil e no mundo

por: Redação Hypeness

A questão é clara e direta: Porque ser feminista? E, se as respostas são múltiplas, de naturezas e intensidades diversas, o sentimento por trás delas é o mesmo: a luta pela igualdade de gênero e a integridade e os direitos das mulheres.

Foi em nome desse sentimento comum que a página do Facebook Não Me Kahlo e a conta do Twitter @Monalizamos criaram, nesse domingo (21) a hashtag #SouFeministaPq, a fim de que as mulheres pelo Brasil respondessem a essa pergunta, e trouxessem ainda um pouco mais de luz a necessidades, violências e injustiças sofridas.

Os posts falam por si só, e explicam, na prática, a razão de ser dessa causa. Violências sofridas, exemplos de injustiças, descasos, abusos e incoerências, impostas sobre as mulheres como se fossem coisas naturais. Porém, sabemos que não são, e que as coisas podem e devem ser diferentes.

Não há justificativa que ofereça sentido a qualquer tratamento desigual, violento, abusivo ou injusto. Ao retomar esse debate essencial, a hashtag acaba expondo a obviedade da necessidade de se combater o machismo e legitimar com força intensa a luta feminista hoje.

A hashtag tornou-se viral em pouco tempo, mantendo-se como Trending Topic desde domingo até a manhã de segunda-feira (22). Além de relatos – com cantadas abusivas, estupros e até feminicidio – os posts mostram dados alarmantes sobre a situação da mulher no Brasil.

Por outro lado, a própria quantidade de pessoas usando o hashtag para debochar da luta e até mesmo da dor das mulheres – como se fosse mesmo uma dor menor, menos importante, encenada ou vazia – é um abominável sinal da contundência que a luta feminista precisa continuar a ter.

Igualdade de gêneros, o fim da violência contra a mulher, direito à integridade física e moral, uma justiça ágil e democrática, todas essas pautas deveriam funcionar como o mínimo ponto de partida para pensarmos nosso futuro. Enquanto isso, no entanto, gastamos nossas melhores horas tendo de explicar porque a barbárie deve ser condenada. Mas não é por falta de paciência que a luta há de arrefecer. Está aí, claro como a água, pra quem quiser entender.

Maryna, 10 anos

Publicado por Não Me Kahlo em Terça, 23 de fevereiro de 2016

#SouFeministaPq Nós aqui do Mamãe Tagarela aderimos à hashtag criada pela página Não Me Kahlo porque achamos que nós…

Publicado por Mamãe Tagarela em Segunda, 22 de fevereiro de 2016

Junto com as meninas do @monalizando, começamos a twittar com a tag #SouFeministaPq. Chegou aos TTs do Brasil! Bora lá, gente!

Publicado por Não Me Kahlo em Domingo, 21 de fevereiro de 2016

Hashtag #SouFeministaPq movimenta redes sociais para lembrar importância do feminismo.Anonymous Black Faces As pá…

Publicado por Anonymous Black Faces em Segunda, 22 de fevereiro de 2016

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Vocês roubaram este bebê’: família sofre preconceito diário por ter adotado bebê branco