Inspiração

‘Meu professor abusador’: página no Facebook dá voz a alunos que sofrem abusos de professores

16 • 02 • 2016 às 09:12
Atualizada em 16 • 02 • 2016 às 11:57
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Foram mais de 600 relatos em três dias de página. A maioria das denuncias feita por meninas, descrevendo situações abusivas vividas dentro ou fora da sala de aula, grande parte ao longo do ensino fundamental ou médio – quando os alunos ainda são menores de idade. Foi sob o efeito desse tipo de lembrança que três universitárias criaram a página Meu Professor Abusador, a fim de denunciar assédios sexuais e morais por parte dos professores e dar voz às vitimas de tais abusos.

PROFESSOR2

As denuncias, feitas de forma anônima, explicitam diversos tipos de excesso: desde comentários abusivos em redes sociais, passando por coerção e exposição em sala de aula, até abusos sexuais, tentativas de estupro e a oferta de sexo em troca de boas notas.

PROFESSOR5

As criadoras da página recomendam que não se divulgue o nome dos professores, apenas informações que permitam que a escola identifique e possa apurar as denuncias. Tal medida evita processos jurídicos, além de ameaças às alunas e às próprias responsáveis pela página.

PROFESSOR6

Mesmo sem terem se identificado, as criadoras vem sofrendo ataques virtuais e ameaças. Se por enquanto o propósito da página é o de levantar o debate e jogar luz numa dura e constante realidade – além de oferecer voz e solidariedade à eventual solidão das vítimas -, elas pretendem ter a colaboração de uma advogada, a fim de auxiliar as vítimas que queiram efetivamente denunciar seus abusadores na justiça. Além disso, será criado um guia para auxiliar e orientar as vitimas. A recomendação principal, no entanto, é objetiva e direta: caso esteja passando por uma situação desse tipo, não se isole. Procure alguém que você confie e denuncie aos órgãos competentes. Se calar é sempre a pior opção.

PROFESSOR3 PROFESSOR4

Para ver outros relatos e saber mais sobre a campanha, acesse a página no facebook.

Recentemente o Hypeness mostrou um vídeo que revela assédios sofridos por alunas na USP. Relembre.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness