Debate

O que aconteceu quando inocentes toparam passar dois meses na cadeia em experimento poderoso

por: Redação Hypeness

Um aspecto assustador e aparentemente atávico de todo e qualquer sistema carcerário é a eventual condenação e aprisionamento de inocentes (normalmente evidenciando aspectos preconceituosos sistemáticos do funcionamento judicial como um todo). A série documental de enorme sucesso Making a Muderer, do Netflix, conta com riqueza de detalhes justamente os meandros e as possíveis injustiças de um sistema muitas vezes falho e cruel.

Uma nova série, porém, transforma essa dura hipótese em um reality show experimental – colocando sete civis para viverem por dois meses encarcerados em um presídio como se fossem condenados de fato.

Sem revelar aos verdadeiros presos ou aos guardas o real motivo de estarem ali – os sete participantes foram tratados o tempo todo como prisioneiros de fato -, o programa, chamado “60 Days In” (em português, “60 Dias Infiltrados na Prisão”), produzido pelo canal A&E, procurou justamente mostrar, de uma perspectiva inédita, como de fato é estar preso. Para justificar a presença de centenas de câmeras espalhadas pelo local, aos prisioneiros e guardas foi dito que uma série sobre pessoas detidas pela primeira vez estava sendo filmada.

60DAYS2_youtube

Os falsos prisioneiros possuíam uma frase de segurança e um código visual que sinalizaria aos produtores que precisavam ser removidos de uma situação de perigo: colocar uma toalha sobre a cabeça, ou dizer “estou sentindo muita falta de café”.

Ainda que um dos participantes tenha abandonado a experiência após levar um soco de outro detento, tanto o produtor da série quanto o xerife responsável pela cadeia – localizada na cidade de Jeffersonville, em Indiana – consideram o experimento um sucesso.

60DAYS4_YT

Os motivos para a adesão à experiência pelos participantes foram diversos: uma assistente social procurava acabar com uma gangue local, um ex-militar considerou que a experiência lhe ajudaria a se tornar um agente contra o narcotráfico, uma professora queria ilustrar para seus alunos aonde as escolhas erradas poderiam levá-los, e um jovem procurava entender o que seu irmão, de fato preso, passava diariamente.

Em pouco tempo, porém, a realidade se mostrou a todos mais dura do qualquer propósito prévio.

Para o xerife, o programa lhe trouxe diversas informações que, de outra forma, ele não teria acesso, sobre contrabandos, regalias e organizações internas do presídio. O espanto que a realidade de uma cadeia pode provocar nas pessoas, segundo o xerife, valeu o risco, ajudando que inocentes não venham a se tornar criminosos de fato.

Assista o trailer da série:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=qPKY0L42olI”]

60DAYS5_YT

60DAYS10_YT

60DAYS9_YT

60DAYS11_YT

60DAYS8_YT

60DAYS7_YT

60DAYS6_YT

É impossível não pensar que, por pior que seja uma cadeia americana, ela não chega perto do horror que são as cadeias brasileiras de maneira geral – e que possivelmente tal experiência, se realizada aqui, teria um final bastante mais sombrio. As filmagens se encerraram em dezembro, e o programa, dividido em 12 episódios, vai ao ar toda terça, às 22h25.

Recentemente o Hypeness mostrou como foram os primeiros momentos de liberdade de um homem que ficou preso injustamente por 36 anos. Relembre.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Orcas atacam embarcações na Europa e causam perplexidade: ‘Foi assustador’