Arte

Conheça a arte erótica lésbica de Gerda Wegener

por: Redação Hypeness

Se você assistiu A Garota Dinamarquesa, ou a cerimônia do Oscar 2016, deve ter ficado curioso pela personagem interpretada por Alicia Vikander, que ganhou a estatueta de melhor atriz coadjuvante, Gerda Wegener (1886 – 1940), que nasceu na Dinamarca, estudou na Escola de Belas Artes em Copenhague e se casou com o pintor Einar Wegener (1882-1931) em 1904.

gerda00

Pintora e ilustradora, Gerda representou a escola da Art Nouveau e viveu consideráveis anos em Paris, onde foi bastante aclamada por suas telas, como também em ilustrações para publicações como Vogue, La Vie Parisienne e Fantasio.

A artista estacionou sua carreira num período em que Einar, tema recorrente de suas pinturas, retratado, porém, como Lili Elbe, nome que usava ao se travestir, foi diagnosticada transexual. Gerda apoiou Lili em todas as etapas do processo que a levaram a realizar, em 1930, uma cirurgia de transgenitalização, a primeira, aliás, realizada numa figura pública.

A relevância de tal fato pode ter ofuscado, porém, algumas obras que Gerda produziu durante sua carreira, que vão além das publicadas pela grande imprensa, ou os belos quadros que fez de Lili. Muitas delas expressam um erotismo singular e retratam a cena lésbica, mostrando uma vez mais, uma artista na vanguarda de seu tempo.

gerda1

gerda2

gerda3

gerda5

gerda6

gerda7

gerda8

gerda9

gerda10

gerda11

gerda12

gerda13

gerda17

gerda15

Todas as imagens: Divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
12 confort movies sem os quais não poderíamos viver