Decoração

Designer curitibana cria floricultura a bordo de um Fusca e leva mais cor e romance ao seu dia a dia

por: Gabriela Alberti

Publicidade Anuncie

A curitibana Cristiana Prante trabalhava como designer de produto quando decidiu que era hora de fazer algo diferente. Num período de insatisfação profissional, Cristiana, que sempre gostou do universo das flores, resolveu fazer um curso de arte floral em Holambra, SP.

Na volta à Curitiba e com uma vontade imensa de empreender, ela pensou em abrir uma floricultura. Mas não queria cair no modelo tradicional, sem falar no alto investimento que uma loja exige. Foi então que olhou para dentro da garagem da sua família e teve uma ideia: porque não criar um “fusca flower”? E assim surgiu a Florista Viajante, um projeto criativo e romântico que inspira por onde passa.

Cristiana montou sua floricultura, onde vende seus charmosos arranjos e buquês, num fusquinha verde que sua mãe ganhou do seu pai quando estava grávida dela, há 28 anos. Com ele, a curitibana participa de encontros de food truck e outros eventos, além de ter um ateliê onde monta os arranjos sob encomenda e desenvolve uma coleção de vasos para a marca, não tendo assim abandonado a antiga profissão de designer de produto.

A florista conta ainda que queria fazer algo em que acreditasse e que fosse realmente inspirador. Conseguiu!

Florista-1-valendo

Florista-3-valendo

É preciso comprar arroz e flores. Arroz para viver e flores para ter pelo que viver.” Confúcio

Florista-4-valendo

Florista-valendo

Florista-5-valendo

Todas as fotos © Carolina Ritzmann

Publicidade Anuncie


Gabriela Alberti
Aquariana, curitibana, canhota e (só um pouco) teimosa. Curiosa desde o berço, tô sempre em busca de novidades, da senha do wi-fi, de novas séries para virar o fim de semana e de passagens promocionais para, quem sabe um dia, dar a volta ao mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Café 2D temático que te transporta para um mundo de apenas duas dimensões