Sustentabilidade

Veja como cachorros estão ajudando a equilibrar o ecossistema dessa ilha

por: Redação Hypeness

Todo mundo sabe, ou pelo menos deveria saber, que ecossistemas têm um equilíbrio natural, e que mudanças bruscas podem ter consequências graves. Há cerca de cem anos, os humanos acabaram com os grandes animais carnívoros das Gulf Islands, na América do Norte, causando um problema que dura até hoje.

Sem seus predadores naturais, os guaxinins tomaram conta da ilha. É praticamente impossível fazer um lanche no local sem que eles deem uma passada para roubar sua comida. Mas o pior é que eles também comem pássaros, caranguejos e peixes.

Segundo estudos, as populações de espécies nativas da ilha caíram em média 90% nos últimos anos. Como reintroduzir os predadores dos guaxinins, como pumas, lobos e ursos, não é uma solução muito popular, pesquisadores improvisaram.

racoo-MAIN1 Guaxinim nas Gulf Islands. (Foto: Western University)

Eles instalaram alto-falantes que reproduzem latidos de cães ao redor das ilhas. Com medo, os guaxinins diminuíram suas buscas desenfreadas por comida. Segundo os resultados, a atividade dos guaxinins caiu em cerca de 60%. Por outro lado, as populações de caranguejos subiram 97% e de peixes 81%.

Ainda que não seja uma solução definitiva, pois os guaxinins podem perceber que os sons não são acompanhados de predadores reais, o estudo pode inspirar ações parecidas, como para proteger pássaros de seus predadores em época de ninhada.

raccoon-speaker-INLINE Caixa de som na Ilha (Foto: Western University)

Three_raccoons_in_a_tree Foto: Western University

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ricardo Salles nomeia sócio de imobiliária de luxo para o Ibama que cancela multas e libera obras de resort