Inovação

Como o Tinder está sendo usado para alertar pessoas sobre DSTs na Austrália

06 • 04 • 2016 às 08:45
Atualizada em 06 • 04 • 2016 às 10:57
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Um encontro marcado pelo Tinder pode trazer de tudo, desde o amor da sua vida, um relacionamento duradouro, uma aventura maravilhosa, ou algo bem menos prazeroso, como coceiras, feridas, bolhas e queimações. Sim, estamos falando de doenças sexualmente transmissíveis. Se até mesmo entre pessoas que conhecemos e confiamos é sempre preciso estar atento e se proteger, quanto mais em uma loteria, como é o Tinder – na verdade, como é a própria vida.

Foi para ilustrar essa terrível possibilidade que a empresa australiana de preservativos Hero se juntou ao artista Aaron Tyler e criou uma série de perfis ilustrativos no aplicativo, com nomes e textos bastante sugestivos. Assim, o usuário do Tinder na Austrália pode sentir em sua pele virtual o que possivelmente virá em sua pele real se ele não se cuidar.

Stefífils, 23. Viajando pela Austrália. Procurando diversão. Sou tímida, gosto de rapazes que primeiro dizem olá. Isso se você achar que a gente combina. Eu posso ficar quieta por anos até que a paralisia, dormência, cegueira e demência começam a bater. Se quiser saber algo mais, é só perguntar. Stefífils, 23. Viajando pela Austrália. Procurando diversão. Sou tímida, gosto de rapazes que primeiro dizem olá. Isso se você achar que a gente combina. Eu posso ficar quieta por anos até que a paralisia, dormência, cegueira e demência começam a bater. Se quiser saber algo mais, é só perguntar.

Sydfilis, 19. Meu encontro ideal começaria com uma ferida incomum, que normalmente é firme, redonda e indolor. Depois eu apimentaria um pouco as coisas com brotoejas na pele e feridas em sua boca, vagina e nádega. Suficientemente romântico? Depois, se tudo correr bem, eu desacelero um pouco as coisas com paralisia, talvez um pouco de cegueira ou demência. Tomara que possamos terminar com órgãos internos danificados que podem levar à morte. Vamos tomar um drinque. Sydfilis, 19. Meu encontro ideal começaria com uma ferida incomum, que normalmente é firme, redonda e indolor. Depois eu apimentaria um pouco as coisas com brotoejas na pele e feridas em sua boca, vagina e nádega. Suficientemente romântico? Depois, se tudo correr bem, eu desacelero um pouco as coisas com paralisia, talvez um pouco de cegueira ou demência. Tomara que possamos terminar com órgãos internos danificados que podem levar à morte. Vamos tomar um drinque.

Claramidia, 21. Dor | Inflamação | Secreção peniana | Gim. ‘Se você não consegue me suportar no meu pior, então com toda certeza você não vai gostar do médico enfiando um ferro de 25cm no seu pipi.’ Claramidia, 21. Dor | Inflamação | Secreção peniana | Gim. ‘Se você não consegue me suportar no meu pior, então com toda certeza você não vai gostar do médico enfiando um ferro de 25cm no seu pipi.’

Chadmidia, 22. Quem tá a fim de curtir um problema np colo do útero? Chadmidia, 22. Quem tá a fim de curtir um problema np colo do útero?

Johnorréia, 26. Arraste pra direita se quiser algo sério. Sério tipo infertilidade. Johnorréia, 26. Arraste pra direita se quiser algo sério. Sério tipo infertilidade.

 Herpéia, 24. Não acredito que voltei pra esse app. Formigamento. Queimação. Coceira insuportável. Bolhas dolorosas. Fã de Harry Potter. Falar de mim será bastante inconveniente. Vamos dizer pra todo mundo que nos conhecemos em um ‘bar’. Herpéia, 24. Não acredito que voltei pra esse app. Formigamento. Queimação. Coceira insuportável. Bolhas dolorosas. Fã de Harry Potter. Falar de mim será bastante inconveniente. Vamos dizer pra todo mundo que nos conhecemos em um ‘bar’.

Os perfis receberam centenas de ‘matches’, e uma equipe seguiu a campanha, em conversas ainda mais esclarecedoras.

- Ei, como vai você? - Bem, e você? - Sim, bem. De onde você é? - Eu venho normalmente de sexo sem proteção. - Peraí, o quê? Fiquei confuso agora. - É, é normal que as pessoas fiquem surpresas quando tomam conhecimento de mim. – Ei, como vai você?
– Bem, e você?
– Sim, bem. De onde você é?
– Eu venho normalmente de sexo sem proteção.
– Peraí, o quê? Fiquei confuso agora.
– É, é normal que as pessoas fiquem surpresas quando tomam conhecimento de mim.

 - Você é um anúncio de doenças sexualmente transmissíveis no Tinder? - Eu só quero espalhar meu nome por Sidney. - Isso é inteligente. - Eu quero que mais pessoas saibam que estou na área, possivelmente sem que seus amigos saibam. – Você é um anúncio de doenças sexualmente transmissíveis no Tinder?
– Eu só quero espalhar meu nome por Sidney.
– Isso é inteligente.
– Eu quero que mais pessoas saibam que estou na área, possivelmente sem que seus amigos saibam.

O projeto nasceu por conta do alto índice de clamídia no país e, além dos nomes sugerindo de qual doença aquele perfil se trata, a descrição sugere, de maneira nada sutil, quais os sintomas que aquele “perfil” pode lhe causar. Considerando a quantidade de tempo que passamos nesses aplicativos, talvez essa seja de fato uma maneira eficiente de lembrar as pessoas que, ainda que o princípio seja virtual, se o sexo for real, as doenças também poderão ser.

Recentemente o Hypeness mostrou uma camisinha criada por estudantes de 13 e 14 anos que muda de cor com a presença de DSTs. Relembre.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness