Inspiração

Curitibana assediada sai do ônibus suja de sêmen mas não se cala e usa as redes para protestar

Redação Hypeness - 06/04/2016 | Atualizada em - 07/04/2016

UPDATE: Notícia atualizada com a nota enviada pela Prefeitura de Curitiba.

Curitiba, conhecida como cidade modelo e dona de um dos mais elogiados sistemas de transporte do país, hoje viveu uma história tão lamentável quanto comum, e que ilustra perfeitamente o quanto o machismo e os abusos contra a mulher, em diferentes níveis e intensidades, estão por toda parte.

O relato veio de uma estudante universitária, através do Facebook. Ela foi vítima de um abusador em um ônibus, que se aproveitou da lotação do veículo para “encoxar” a vítima e se masturbar. A vítima teve de descer em um ponto que não era o seu para escapar do abuso.

Diferentemente da maioria das vítimas, a estudante curitibana resolveu contar o ocorrido. Até a manhã de hoje, sua postagem já tinha 34 mil compartilhamentos. O relato, no entanto, não está mais disponível, mas pode ser lido aqui.

CURITIBA1

Os comentários no post revelam o óbvio: a lista de vítimas desse tipo de abuso é quilométrica, e nem um pouco exclusiva da capital paranaense.

Até o momento dessa publicação a prefeitura de Curitiba, que é sempre ativa nas redes sociais, ainda não havia comentado o ocorrido. Um crime lamentável que, como vários dos hábitos machistas, deve deixar de ser tratado como uma simples prática ruim, para ser levado a sério como o que de fato é: um abuso, criminoso, e que precisa ser combatido.

Curitiba1
Imagem: Reprodução

Nesta quinta-feira, dia seguinte à data de publicação desta matéria (06/04), o Hypeness foi contatado pela Prefeitura de Curitiba, que comentou o caso com a nota abaixo, que transcrevemos na íntegra:

Tão logo tomou conhecimento do fato, a secretária da Mulher da Prefeitura de Curitiba, Roseli Isidoro, entrou em contato com a jovem que publicou o relato. Além de apresentar solidariedade, a secretária ressaltou a importância de formalizar a denúncia e colocou-se à disposição para apoiar a vítima nesse processo e também na superação do trauma causado pela agressão. A secretária reforça a importância da campanha “Busão Sem Abuso”, que visa informar a população a respeito do problema, estimular a denúncia e orientar sobre como agir em caso de abuso dentro do transporte coletivo. A campanha é desenvolvida desde novembro de 2014 pela Prefeitura, por meio da Secretaria da Mulher, Guarda Municipal e da Urbs, em parceria com o Tribunal de Justiça do Paraná, o Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo (Setransp) e o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (Sindimoc). A Secretaria da Mulher lembra que em situações assim é importante denunciar, ligando imediatamente para o telefone 153 da Guarda Municipal e fornecendo informações precisas sobre a linha, o trajeto do ônibus e a descrição do acusado para que a Guarda Municipal possa deslocar a viatura mais próxima e interceptar o veículo do transporte coletivo no menor tempo possível. Os profissionais – motoristas, cobradores, seguranças nos terminais e fiscais da Urbs – também são orientados sobre como proceder diante de um caso de abuso. Desde o lançamento da campanha “Busão Sem Abuso”, a Guarda Municipal já atendeu 107 ocorrências de assédio sexual e atos obscenos ou libidinosos no interior do transporte coletivo, que resultaram em 15 prisões em flagrante.

É importante ainda que a vítima de abuso registre oficialmente a ocorrência em delegacia de polícia para que essas informações ajudem nas investigações e na prevenção desses crimes.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Argentina eliminada na esgrima é pedida em casamento nas Olimpíadas