Criatividade

Propaganda da Gucci é banida por apresentar modelos magras demais

08 • 04 • 2016 às 07:37
Atualizada em 08 • 04 • 2016 às 08:19
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Apesar do aparecimento cada vez mais frequente de modelos plus size e de aparência mais saudável e natural, a magreza excessiva das modelos no mundo da moda ainda é uma questão predominante e polêmica. Recentemente uma agência reguladora de publicidade inglesa, a Advertising Standards Authority (“Autoridade sobre Padrões Publicitários”, em tradução livre) decidiu por proibir um vídeo da marca Gucci, por mostrar diversas modelos em níveis “não saudáveis” de magreza.

A imposição de um padrão de beleza irreal e perigoso para a saúde são alguns dos males que a utilização de modelos excessivamente magras em editoriais e campanhas publicitárias de moda nos traz. No caso da Gucci, a imagem que mais preocupou a agência, e que levou à proibição do vídeo, foi em especial essa aqui:

GUCCI2

Segundo a agência, a marca ainda tentou refutar a acusação, alegando se tratar de tópico subjetivo se a magreza das modelos estimula ou não algo insalubre. “Em lugar nenhum do anúncio aparecem os ‘ossos’ das modelos, suas maquiagens eram leves e naturais”, declarou a marca.

A declaração da Gucci , no entanto, não comoveu a ASA, que definiu como “irresponsável” a propaganda, e baniu o anúncio, com penalidades previstas em caso de uso. O vídeo foi editado, a imagem em especial foi retirada, mas a modelo em si, e outras magrezas impressionantes, permanecem.

Veja só:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=qQOppPHIOHk” width=”628″]

Segundo consta, o motivo oficial para se usarem modelos magras seria para que a roupa estivesse em destaque, e não o corpo que a veste. Para além da beleza bastante questionável desse padrão das “modelos”, e da possível subjetividade do tema, o glamour, as cifras milionárias desse universo e o poder de influência das grandes marcas – aliado à gravidade e a alta incidência de doenças como a anorexia e a bulimia – coloca sim o assunto como tópico importante, perigoso e digno de um justo debate.

GUCCI4

E você? O que acha? Conta pra gente nos comentários!

Todas as fotos: Reprodução

Recentemente o Hypeness mostrou que a França vai multar agentes que contratarem modelos excessivamente magras. Relembre.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness