Inspiração

Especialista em parto humanizado é afastado de hospital sob alegação de que suas pacientes ‘gritavam muito’

por: Redação Hypeness

Há algo de muito errado quando os efeitos a e as reações ao processo mais natural que existe se tornam um problema. Pois um obstetra especializado em parto humanizado foi comunicado que não poderia mais realizar seus partos no hospital São Matheus, em Cuiabá, por que suas pacientes gritariam demais, atrapalhando outros pacientes.

PARTON1

A revolta entre as pacientes do dr. Victor Rodrigues foi tamanha que essas mães se juntaram para gravar um vídeo em agradecimento aos serviços do ginecologista e obstetra. Dr. Victor, que há 21 anos se dedica ao parto humanizado, baseia sua conduta “respeitando em primeiro lugar a fisiologia da paciente e em segundo lugar os desejos da mulher”.

Em um primeiro momento o hospital alegou não possuir a estrutura necessária para receber sua pacientes, porém, ao ser pressionado pelo médico, a direção admitiu que a questão eram os gritos das pacientes. Para o médico – que não é contratado de fato do hospital – é normal as pacientes vocalizarem sua dor. Quando passou a internar suas pacientes por lá e assumir alguns dos partos da instituição, uma reforma havia sido prometida nos quartos, mas essa reforma nunca veio.

PARTON5

Segundo o médico, o parto natural protege a mulher e o bebê de infecções, hemorragias e riscos de morte. “O corpo da mulher foi feito para que ela realize esse tipo de parto”, ele diz. “Às vezes as mulheres não querem que espere a bolsa estourar, ou não querem que use ocitocina, um hormônio que acelera o trabalho de parto aumentando as contrações, ou não querem que se faça o ‘pique’ na vagina para ampliar o canal do parto. E essas vontades são respeitadas, porque não existe nada científico que prove que esses procedimentos ajudem na segurança do parto, eles só aceleram”, explica o médico.

PARTON4

A verdadeira razão pela qual os médicos são pressionados e pressionam seus pacientes a realizarem a cesariana é, como tudo costuma ser, financeira. Enquanto, apesar dos benefícios, o parto normal não tem hora para acabar, podendo durar horas a fio, a cesárea dura em torno de uma hora, sendo assim, menos custosa e mais rentável. “O trabalho do hospital deve ser o de função social, e não puramente comercial”, completa dr. Victor.

PARTON6

Pelo vídeo fica claro o talento e o quão especial é o atendimento do Dr. Victor. Os efeitos da força que dar a luz e trazer alguém à vida exigem de uma mulher são símbolos do processo mais bonito e vital que existe. Que venham os gritos, e as lágrimas, para que, com isso, venha a vida – e se os efeitos da vida passaram a nos incomodar, é definitivamente hora de nos perguntarmos onde queremos chegar enquanto seres humanos.

A alegria de uma de suas pacientes ao falar do Dr. Victor A alegria de uma de suas pacientes ao falar do Dr. Victor

O hospital respondeu ao ocorrido em nota, reproduzida aqui na íntegra: O Hospital e Maternidade São Mateus esclarece que não tem ambiente apropriado para realizar partos humanizados, atualmente tem sido praticado no quarto, o que pela falta de estrutura hoje coloca em risco a segurança da mãe e do recém nascido. Os partos humanizados exigem todo um ambiente preparado conforme normas do Ministério da Saúde. Os partos normais e cesarianas estão sendo realizados no centro cirúrgico normalmente pela entidade hospitalar. Ressaltamos que Cuiabá possui outras três instituições hospitalares devidamente equipadas para atender esse tipo de parto.

© imagens: Elis Freitas/reprodução

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras