Arte

Minhocão ganha novos grafites, mas enfrenta um desafio: a propaganda ilegal nos muros

por: Brunella Nunes

Por muitos anos, ele foi rejeitado e considerado o maior mico de São Paulo. Eis que, aos poucos, o Minhocão tem ganhado vida nova e alimentado uma rotina totalmente diferente do que só servir como plataforma para carros. Entre março e maio deste ano, surgiram novos grafites nos pilares que sustentam o Elevado Costa e Silva, nome oficial da via, mas ainda há um desafio a ser superado.

A Subprefeitura da Sé recentemente apagou as pinturas antigas alegando que já estavam muito danificadas tanto por pichações quanto por propagandas irregulares. Pelo visto, o tal problema persiste, porque o que encontramos foram desenhos novos já atropelados por lambe-lambes publicitários de despachantes em absolutamente todas as pilastras, passando por cima de todos os desenhos.

A questão é: o pixo pode ser visto como uma intervenção (embora há controvérsias), mas colar anúncios não é uma manifestação artística, e aí a luta parece ser incansável. O artista Mauro Neri colaborou com a iniciativa e lá estavam suas obras, já com propagandas coladas em cima. Ele não deixou barato e aproveitou para pintar novamente por cima do lambe-lambe. Assim se declara uma guerra.

Minhocao-SP-21

A ideia da Prefeitura é, segundo a própria, incentivar os grafiteiros a ocuparem espaços como este, a fim de transformá-los em galerias a céu aberto, como é o caso do MAAU, na Zona Norte da capital. Aplicar mais cores nos lugares cinzas da selva da pedra é não só deixá-los mais bonitos, mas ressignificar o uso daquele local, transformá-lo em algo muito maior do que uma obra urbana feiosa. Aliás, a tinta horrível que cobre as artes é passada por uma empresa terceirizada… seria pedir demais que esse dinheiro fosse revertido para as tintas dos grafiteiros que se comprometessem em utilizar o espaço?

Para que tudo seja feito da melhor maneira, falta dar passos maiores, que vão muito além de pedir a ocupação dos muros com arte. Apesar da atividade já ser uma constante na cidade, os grafiteiros ainda enfrentam problemas com a polícia e são enquadrados sob a acusação de “poluição visual”, por exemplo, resultando em boletim de ocorrência.

Minhocao

Minhocao2
Fotos © Sapiens e Joks Johnes

O artista Sapiens Questione, que fez desenhos recentemente nas pilastras, conversou com o Hypeness e disse que existe muita dificuldade em resolver essa e outras questões por conta da burocracia. “Eu já vi o cara que cola os cartazes (em cima das artes). Acho que a solução poderia ser ligar no número da propaganda e denunciar o crime, uma vez que isso sim é crime pelo projeto Cidade Limpa. Neri concorda que o lance é arrancar e denunciar este tipo de cartaz ilegal.

A Lei nº 14.223, medida que foi eficaz em relação a organização da metrópole, prevê em cartilha oficial: “A inovação de maior impacto foi a proibição de anúncios publicitários nos lotes urbanos como muros, coberturas e laterais de edifícios, além de publicidade em carros, ônibus, motos, bicicletas, etc”. O descumprimento da legislação implica em multas salgadas: R$ 10 mil por anúncio irregular com até 4 mª . Cada mª que ultrapassar essa área custará aos responsáveis mais R$ 1 mil de multa, valor a ser somado aos R$ 10 mil iniciais. Se a situação não for corrigida em 15 dias (ou 24 horas para anúncios com risco iminente), nova multa será emitida com valor duas vezes maior do que a primeira.

Minhocao-SP-16

Numa tentativa de arrancar alguns cartazes, já aviso que a tarefa não é tão fácil, porque a cola é resistente. Quem quiser denunciar as propagandas irregulares que tanto atrapalham nossas artes e também o trabalho dos artistas, pode recorrer ao twitter, enviando mensagem para  (@cidadelimpa_sp); ir pessoalmente em uma das 31 subprefeituras; ou ligando na Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras (SMSP) através da central 156.

Minhocao-SP-15

Minhocao-SP-4

minhocao-aberto

O futuro do Minhocão

Aos domingos, o Minhocão é fechado e ganha uma cara totalmente diferente, ainda mais bela. Pessoas caminham, correm, andam de bike, skate, fazem ioga ou o que der na telha, porque ocupar as ruas é a melhor coisa a se fazer num fim de semana paulistano.

Em março deste ano o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou a Lei nº 439/2015, que prevê a criação do Parque Minhocão. Este pequeno grande passo abriu caminhos para a ocupação das ruas, a qualidade de vida e o envolvimento dos cidadãos nos espaços públicos. O lugar virou palco para festas, eventos e até peças de teatro feitas diretamente da janela de um dos edifícios, com o Grupo Esparrama na Janela.

A Associação Parque Minhocão luta para que ali se torne, permanentemente, um parque linear, como aconteceu com o chamado High Line, em Nova York, além de tentar estender o horário de funcionamento para pedestres, o deixando semelhante ao de rodízio de carros. Outra conquista foi a de colocar jardins verticais em algumas empenas cegas da região, deixando tudo mais verdinho. O escritório Triptyque já tem um projeto incrível para a marquise, que, com sorte, ficará pronto em até 4 anos.  

marquise-minhocao-triptyque

Jardim vertical ficando pronto. Ê felicidade!

jardimvert

O elevado fica aberto ao uso livre dos pedestres o dia todo durante os feriados e os domingos; aos sábados, das 15h até as 6h30 de segunda-feira. Nos dias úteis, fica fechado para os carros de 0h30 até as 6h30.

Minhocao-SP

Graffiti-Minhocao

Minhocao-SP-7

Minhocao-SP-13

Minhocao-SP-20

Minhocao-SP-22

Minhocao-SP-26

Minhocao-SP-24

Minhocao-SP-19

Graffiti-Minhocao-9

Minhocao-SP-27

Graffiti-Minhocao-13

Minhocao-SP-47

Graffiti-Minhocao-6

Graffiti-Minhocao-14

Minhocao-SP-44

Minhocao-SP-37

Minhocao-SP-28

Minhocao-SP-50

Minhocao-SP-49

Graffiti-Minhocao-10

Todas as fotos © Brunella Nunes & Fábio Feltrin

Publicidade


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulheres estão sendo removidas da capa de seus álbuns em site de streaming no Irã