Inspiração

Vítima consegue autorização para eutanásia após 10 anos de abuso sexual

por: Redação Hypeness

Não é possível mensurar a dor e a gravidade de ser vítima de abusos sexuais. Não há tempo que passe que possa apagar o trauma vivido, e o abuso segue muitas vezes acontecendo, dentro da cabeça da vítima, nos discursos que culpam quem sofreu e não quem cometeu o ato, e até mesmo em eventuais resquícios físicos.

Para uma jovem holandesa, não foi mais possível suportar os ecos dos abusos que sofreu desde seus 5 até os 15 anos de idade. Apesar de ter em torno de 20 anos somente, ela preferiu morrer a conviver com os danos psicológicos de tal memória.

EUTANASIA2

A vítima, que não foi identificada, vinha sofrendo de estresse pós traumático, anorexia severa, depressão crônica e até alucinações. Um grupo de médicos realizou três avaliações diferentes com a mulher, e concluiu que suas doenças não teriam cura. Assim, autorizaram a eutanásia para esse caso, permitindo que a paciente desse fim a própria vida através de uma injeção letal. Segundo a junta médica, a mulher estava totalmente no controle de suas faculdades mentais quando tomou a decisão de deixar de viver, e conviver com as sombras do que sofreu.

Sad young woman sitting on the bed

A decisão provocou intensa polêmica em países vizinhos. Um parlamentar inglês apontou que a naturalidade com que o procedimento se deu passaria uma mensagem de dupla punição, como se a mulher estivesse punida com a morte, mesmo sendo a vítima. Outra liderança fez questão de repudiar a decisão dos médicos, e lembrar a eutanásia não pode ser considerada uma solução para as feridas profundas causadas por abusos sexuais.

Manifestações na Inglaterra, a favor e contra a eutanásia Manifestações na Inglaterra, a favor e contra a eutanásia

É difícil mensurar a dor do outro, e advogar sobre o que se deve ou não fazer quando algo tão abominável quanto isso acontece. O assunto e espinhoso e complexo, e somente a monstruosidade do ato parece ser consenso – ou, ao menos, esse deveria ser o mínimo em se tratando do debate ao redor de abusos sexuais.

© fotos: divulgação

Recentemente o Hypeness mostrou a história da menina de 5 anos que prefere “ir para o céu” a voltar para o hospital. Relembre.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O Pasquim: jornal de humor que desafiou a ditadura ganha exposição em SP ao completar 50 anos