Inspiração

Após denunciar assédio de Mc Biel, repórter do Portal Ig é demitida, provocando indignação na internet

por: Redação Hypeness

O novo capítulo da história do assédio do cantor Mc Biel contra uma repórter do portal iG parece feito para ilustrar como funciona a cultura machista e desigual nas relações entre gênero no país. Depois de uma licença por alguns dias para se recuperar, o ocorrido ganhou contornos ainda mais absurdos com a notícia de que a repórter foi demitida do portal. Como de costume, pune-se a vítima.

As reações na internet foram imediatas e intensas. Milhares tuitaram ou comentaram nas páginas do portal, mesmo em matérias que não tratavam do assunto, registrando a indignação e a falta de cabimento por, no lugar de oferecer suporte e posicionamento em favor de uma de suas funcionárias, o portal dispensa-la sem maiores explicações.

IGBIEL3 IGBIEL4 IGBIEL5

O fato de antes o portal ter utilizado a história para depois demitir a jornalista foi também criticado.

IGBIEL2 IGBIEL1

Nenhuma declaração oficial foi dada nem pelo portal nem pela jornalista, que foi orientada por sua advogada a não falar por enquanto – a notícia veio a público pelas mãos de outro jornalista.

IGBIEL6 IGBIEL7 IGBIEL8 IGBIEL9

Em nota interna, a empresa afirmou se tratar de “reestruturação normal”.

“A empresa está seniorizando nossa equipe no intuito de melhorar nosso conteúdo próprio. Trata-se de uma reestruturação normal em função dessa necessidade. A repórter continuará recebendo todo o apoio da empresa e dos funcionários no caso”.

Antes a jornalista havia dado uma declaração para o próprio portal iG, explicando o caso.

“Quando ele disse, logo de cara, ‘se eu te pego, te quebro no meio’, já fiquei com o pé atrás. Estranhei o fato de não ter um filtro no que ele dizia, não ter uma certa barreira ou limite na relação entre repórter e entrevistado. A partir do momento que ele falou isso, minha primeira reação foi um choque. Ele trata assim mesmo quem está ali trabalhando com ele, e enquanto ele está trabalhando também?

Estou acostumada a entrevistar famosos e a primeira coisa que pensei foi que aquilo não estava acontecendo. A entrevista terminou, peguei minhas coisas e fui embora. Entrei no táxi e tremia. Aí, comecei a chorar. Lembrei das pessoas da sala que estavam rindo, de tudo que ouvi uma vez, duas vezes, quatro vezes. Quando saí, percebi tudo que aconteceu, e tantas coisas que ouvi em dez minutos e é aí que você percebe o absurdo da situação.”

Ainda que o motivo não fosse uma tentativa de abafar ou se distanciar do assunto, impressiona a falta de cuidado ético e público por um portal tão acessado quanto o iG. Em situações de assédio e abuso como a ocorrida com a jornalista, é fundamental que fique clara a posição da empresa – que infelizmente ficou, no pior dos sentidos.

© fotos: reprodução

Relembre o assédio do Mc contra a reporter do portal iG.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A adorável cachorrinha que conquistou a internet com seus belos olhos