Inspiração

Como os passageiros deste voo ajudaram a confortar a avó de uma das vítimas do massacre ocorrido em Orlando

por: Redação Hypeness

Após o atentado à boate gay Pulse, em Orlando, que deixou 50 mortos e dezenas de pessoas feridas, muitas notícias de solidariedade estão chegando por todas as partes e mostram que é na adversidade que ficamos mais unidos. Teve cachorros que foram confortar a família das vítimas, o muçulmano que decidiu doar seu sangue contra a homofobia e agora os passageiros deste voo que mostraram que é possível dar um toque especial na vida de alguém até nos momentos mais difíceis.

A história foi narrada através do Facebook pela comissária de bordo Kelly Davis Karas, que trabalha na companhia aérea JetBlue. Tudo começou quando ela e a colega Melinda foram designadas para atender à avó de uma das vítimas do atentado, Luis Omar Ocasio-Capo. Ela estava viajando a Orlando para se reunir com a família durante este difícil momento.

Kelly conta que, sabendo da situação, os funcionários da empresa se esforçaram para estar ao lado da senhora durante todos os momentos da viagem. Ela também teve a ideia de passar um pedaço de papel entre os passageiros a bordo para que eles assinassem e deixassem uma mensagem à avó. Melinda concordou com a ideia e, enquanto levavam as bebidas aos passageiros, elas deixavam o papel para que cada um deixasse sua contribuição.

omar1

Mas, no meio do caminho, a coisa ficou ainda mais interessante: a colega avisou que as pessoas estavam simplesmente escrevendo parágrafos, e seria necessário começar outro papel para que todos pudessem deixar seu recado. “Por último, estávamos ficando sem tempo em nosso voo de uma hora e 15 minutos e oferecemos pedaços de papel para todos que ainda estavam esperando. Quando juntamos todos para presenteá-la, nós não tínhamos apenas uma folha coberta com nomes, como eu havia imaginado. Ao invés disso, havia páginas e páginas e páginas de longas mensagens oferecendo condolências, paz, amor e suporte“, contou ela na publicação.

No momento da aterrissagem, Kelly fez um anúncio de apoio às vítimas de Orlando, conforme instruções que havia recebido por e-mail da companhia aérea, e, graças ao pedido de alguns passageiros, pediu permissão à avó para que fosse oferecido um minuto de silêncio à memória de Omar. “Cada pessoa parou para oferecer a ela suas condolências. Alguns apenas disseram que sentiam muito, alguns tocaram sua mão, alguns a abraçaram, alguns choraram com ela. Mas cada uma das pessoas parou para falar com ela e ninguém ficou impaciente com a demora no processo de desembarque“, escreveu, mostrando que um pequeno gesto pode mudar a atitude de muita gente. ♥

Para ler o depoimento completo (em inglês), clique aqui.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher investe quase R$ 150 mil e gasta mais de 200 horas para tatuar corpo da cabeça aos pés