Inspiração

Esse cara foi condenado à prisão perpétua nos EUA por dirigir bêbado

por: Redação Hypeness

Entre os motivos que você imaginaria para que alguém fosse condenado à prisão perpétua, certamente não está o fato de dirigir embriagado. Mesmo assim, Donald Middleton, de Houston (Estados Unidos), acaba de receber a sentença, depois de sua nona condenação por dirigir bêbado.

Após cumprir 30 anos de prisão, Donald terá direito à liberdade condicional. Mesmo assim, uma sentença tão forte não é comum em casos do gênero, o que levanta a polêmica sobre a culpa do estado nessa questão. Afinal, depois de oito condenações por dirigir embriagado, incluindo quatro passagens pela prisão, ele continuava com uma carteira de motorista válida.

Em 2008, sua penúltima condenação, ele havia batido na traseira de um carro com várias pessoas, causando ferimentos leves. O episódio rendeu a ele uma pena de 13 anos na cadeia, dos quais apenas quatro foram cumpridos. Detido novamente em maio de 2015 após andar na contramão e bater no veículo de um jovem, Donald apresentava um nível de álcool no sangue de 1,84 g/l – mais do que o dobro do limite permitido por lei. O jovem não se feriu, mas desde então Donald está na prisão, embora sua sentença de prisão perpétua só tenha sido anunciada nesta terça-feira, 7.

drunk

Foto: Montgomery County Sheriff’s Office / Foto destaque via

Casos semelhantes evidenciam a falta de rigidez em questões como essa e fazem com que a gente pare para pensar em quantas vezes alguém precisa ser pego dirigindo embriagado para perder a carteira de motorista permanentemente. Na Pensilvânia, por exemplo, outro homem havia sido preso cinco vezes por estar bêbado ao volante em apenas um ano, mas nunca ficou mais de 10 dias na cadeia nem perdeu sua carteira de motorista… No Arkansas, os motoristas perdem permanentemente a licença caso sejam condenados por dirigir bêbados pela quarta vez em cinco anos, além de responder criminalmente.

A organização Mães Contra a Embriaguez ao Volante busca alternativas para casos de reincidência, como a promoção de dispositivos que exigem que pessoas que foram condenadas por dirigir embriagadas passem por um teste de bafômetro antes de dar partida no carro. Caso constate-se que a pessoa não tem condições de dirigir, o dispositivo simplesmente trava a ignição, evitando que a vida deste e de outros motoristas corra perigo. No país, 26 estados já exigem o seu uso.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vaquinha de bailarina filha de diarista consegue 5 vezes o valor da meta