Roteiro Hypeness

Jazz nos Fundos reabre agora junto com Centro Cultural de Música Instrumental

por: Brunella Nunes

Os amantes da boa música têm, em São Paulo, uma verdadeiro parque de diversões, que vai da excelente orquestra do Theatro Municipal, passando pelo samba da Zona Leste, atravessando o rock das ruas Treze de Maio e o punk da Augusta, chegando ao jazz bem executado de lugares icônicos na cidade como o Jazz nos Fundos. Depois de um hiato que deixou seus frequentadores aflitos por seis meses, voltou a funcionar ontem (16), agora mais encorpado como Centro Cultural de Música Instrumental.

Por quase uma década, o tal Jazz se escondia realmente nos fundos de um estacionamento em Pinheiros. Não tinha fachada e sequer alarde, você chegava e saía de fininho para ouvir algumas das melhores bandas de jazz em meio a uma muvuca de fãs. Era apertado, simples, escurinho, mas trazia noites épicas regadas a vinho, amigos e música boa para muita gente, inclusive eu. Mais de 700 músicos de várias partes do mundo ocuparam seu modesto palco.

Despretensioso, o lugar realmente tinha alma do que chamam de speakeasy, bares “escondidos” que se multiplicaram nos EUA logo depois da implementação da chamada “Lei Seca”, que na verdade foi bem fértil para a música, especialmente o jazz. A nova versão do bar musical ainda mantém suas raízes no velho estacionamento em Pinheiros, porém se esticou para são três andares: a Sala do Autor no térreo, o Jazz nos Fundos no subsolo e o último andar vai abrigar o restaurante Barceloneta, que abre as portas em agosto. Em 2013, os mesmos criadores investiram no JazzB, casa moderninha no centro da cidade que também serve almoço.

JazznosFundos-19

JazznosFundos-9

“O Jazz nos Fundos começou como um encontro e não tinha a pretensão de uma sala de shows, ainda assim, foi um lugar que formou uma comunidade do gênero na cidade. É um orgulho após nove anos”, afirma Máximo Levy, artista plástico e sócio-proprietário do Centro. A ideia é não só manter o jazz num ambiente escurinho e de poucos lugares, mas reunir também outros tipos de música instrumental contemporânea num ambiente descontraído, diferente daquela coisa formal que esse estilo costuma pedir.

Na abertura, quem dominou o belo piano da Sala do Professor foi o premiado André Mehmari, que se revezou e fez dueto com o bandolista Danilo Brito, um dos mais importantes intérpretes da música do mundo. Já o subsolo contou com o Carlos Malta Quarteto, que manda muito bem em brasilidades e suíngue. O cara consegue tocar e fazer um som até mesmo um canudo, daqueles que a gente só usa pra beber! Presenciei a cena antes da entrada no palco.

centrocultmusicainstrumental-7

Além de shows e apresentações de artistas e grupos instrumentais e contemporâneos da música brasileira, o CCMI receberá diversos eventos dentro deste universo musical como palestras, encontros, workshops. Já o restaurante terá cardápio inspirado na gastronomia espanhola, sendo tapas e cervejas artesanais a especialidade. A intenção é que os frequentadores do centro possam se reunir em um local mais despojado e convidativo entre um show e outro, além de receber público separadamente para happy hours todas às tardes.

Enquanto ainda é certeiro na curadoria musical, o Jazz nos Fundos peca na cozinha. As opções são boas, mas um tanto salgadas em alguns preços e na disponibilidade. O suco da casa, com morango, uva, melancia e Aquamix, vem num copo americano de 300 ml e custa R$ 15. Já a porção de guacamole com nachos (Doritos) custa R$ 24, enquanto as batatinhas do Ian, ao forno com sal e alecrim, custam R$ 18. Afinando isso, não tem erro. O Centro de Música Instrumental vai ficar pequeno para tanto talento.

Portas e outros objetos antigos decoram o ambiente

JazznosFundos-7

centrocultmusicainstrumental-10

JazznosFundos-4

JazznosFundos-2

JazznosFundos-3

JazznosFundos-11

JazznosFundos-14

JazznosFundos-16

JazznosFundos-12

JazznosFundos-10

centrocultmusicainstrumental-3

JazznosFundos

centrocultmusicainstrumental-4

JazznosFundos-6

centrocultmusicainstrumental-5

Escada que dará acesso ao restaurante fica logo na entrada pelo estacionamento. Há também uma nova entrada pela rua Cardeal Arcoverde.

JazznosFundos-8

Jazz nos Fundos (Centro Cultural de Música Instrumental)
Rua João Moura, 1076 – Pinheiros, São Paulo
Tel.: (11) 3088.0645
Horários: quinta a sábado a partir das 20h
Couvert artístico: R$ 25 a R$ 35
*agora aceita cartões*

Todas as fotos © Brunella Nunes & Fábio Feltrin

faixa_roteiro

Publicidade


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Zeca Pagodinho começou a segunda como todos nós: Sacolejando no busão