Inspiração

Mapa colaborativo mapeia a incidência de cogumelos mágicos no Brasil

por: Redação Hypeness

É isso mesmo que você acabou de ler. Uma das facilidades do Google Maps já está sendo usada para catalogar os diferentes tipos de cogumelos psicoativos existentes por aqui. Tudo de forma colaborativa. E acredite: só as regiões sul e centro-oeste concentram mais de 100 ocorrências! E você achando que essa brisa era só coisa de Europa.

mush1

Na descrição do trabalho, o grupo anônimo explica que com o crescente número de pesquisadores que procuram pelos cogumelos para fins de pesquisa e religiosos, surgiu a ideia de um mapeamento dos cogumelos psicoativos no Brasil. A ideia é levantar o maior número de informações e dados possíveis para se compreender melhor a distribuição de tais espécies pelo território nacional.

Você pode ver com os seus próprios olhos aqui.

mapa-cogumelo-Brasil

Ele também se diz útil para um melhor entendimento sobre as condições climáticas, período do ano e outros fatores que influenciam na frutificação desses fungos.

“Com essa pesquisa esperamos que novos fenótipos e novas strains (grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas ou fisiológicas) sejam descobertas, domesticadas e cultivadas. Diversas strains brasileiras tem um grande potencial para pesquisas e experimentos, principalmente por serem adaptadas ao nosso clima”, descrevem eles no Google Docs do projeto.

E se ainda há algum preconceito, é importante lembrar que essas belezinhas podem ser usadas para iluminar, na cura contra a depressão e até servir como matéria-prima. Contra a ignorância – a informação. E é isso que eles estão buscando.

mush2

Imagens: via Google e Giphy

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O 1º mascote vencedor do Nobel vive num dos maiores campos de refugiados do mundo