Inovação

Mapa do Acolhimento quer conectar vítimas de abuso sexual com profissionais que podem ajudá-las

por: Brunella Nunes

Patrocinado por:

Publicidade Anuncie

Retomando só um pouquinho os fatos aqui no Brasil, o que temos hoje é um cenário alarmante no que diz respeito à integridade feminina (entre muitas outras coisas). Segundo o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), 89% das vítimas de estupro são mulheres e 50,7% delas têm menos 13 anos. Ou seja, mais da metade destes abusos são contra crianças.

Como ainda não alcançamos o nível mínimo de respeito e nos deparamos com tais situações repulsivas, mulheres se unem para criar o Mapa do Acolhimento, ferramenta que visa amparar e conectar vítimas de abuso sexual com profissionais especializados em assistência.

A ideia da plataforma é reunir terapeutas que queiram oferecer seus serviços gratuitamente a estas vítimas. No caso, os interessados devem se cadastrar para acolherem mulheres continuamente após o trauma. Atualmente já são mais de 200 profissionais cadastradas na rede para ajudar as garotas de todo o Brasil a não sofrerem sozinhas.

Voluntárias que queiram ajudar avaliando os serviços públicos das suas cidades também podem fazer parte deste movimento através de um cadastro. No segundo momento, mulheres que sofreram violência sexual poderão se inscrever para receberem informações sobre estes serviços cadastrados e avaliados.  

mapa-do-acolhimento5

A iniciativa é uma parceria entre o movimento #AgoraÉQueSãoElas e a organização Nossas Cidades. Para conhecer seus direitos e fazer denúncias gratuitamente, ligue 180. O canal criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres orienta e encaminha vítimas  aos serviços que integram a Rede Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, sob amparo da Lei Maria da Penha.

As imagens deste post foram feitas nas ruas de São Paulo durante a marcha Por Todas Elas, que pede pelo fim da cultura do estupro.

mapa-do-acolhimento6

mapa-do-acolhimento7

mapa-do-acolhimento8

mapa-do-acolhimento4

mapa-do-acolhimento

Fotos por © Helena Yoshioka e © Anne Karr, cedidas gentilmente pelo I Hate Flash ao Hypeness. 

Publicidade Anuncie


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.


X
Próxima notícia Hypeness:
Cientistas da NASA dizem poder extrair combustível de foguetes do solo marciano