Inspiração

Marca atende pedido de menina de 11 anos e cria boneca com kit para diabetes

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A fabricante de bonecas American Girl tem a diversidade como um de seus pilares, tentando representar meninas de variadas origens. A marca criou uma boneca careca, para que as garotas com câncer se sintam representadas, muletas de brinquedo e, graças ao pedido de uma menina de 11 anos, agora tem também um kit para as diabéticas.

Anja Busse tinha 11 anos quando, em 2014, foi diagnosticada com diabetes tipo 1. Sua vida mudou, passando a ter que levar para todos os lugares um kit com medidor de glicose, agulhas e outros apetrechos. E suas bonecas preferidas deixaram de representá-la.

1

Após 2 anos de uma petição online que foi assinada por mais de quatro mil pessoas, a American Girl lançou o “kit diabetes”, com monitor de glicose, lanceta de medição, bomba de insulina, caneta de insulina, bracelete médico, caderno para anotar os procedimentos, cartão de identificação e nécessaire.

Anja e várias outras crianças ficaram satisfeitíssimas com o resultado. Na página criada pela mãe da menina no Facebook podemos ver várias garotas e garotos brincando com o kit. Alguma dúvida de que Anja tinha razão em seu pedido?

American-Girl-Doll-Diabetes-Care-Kit-11-e1452033077832

1524568_1709900672561963_6465213339221816979_n

1377464_1708957852656245_61914293208125726_n

1013584_1708957612656269_8788904652664049695_n

1426418_1709900619228635_2059306234718467560_n

1101_1708767009341996_1969651693395569187_n

284893_1708767089341988_7527133921152185890_n

12507529_1712589532293077_2842880165123181973_n

Todas as fotos: Reprodução/Facebook

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Professora aposta na música para incentivar interação entre aluno surdo e colegas