Viagem

Na Europa, cursos polêmicos estão ‘ensinando’ refugiados a tratar bem as mulheres

por: Redação Hypeness

São enormes as diferenças culturais entre povos do mundo e, com a crise dos refugiados se agravando na Europa, tais diferenças entram em contraste com cada vez mais frequência. Uma série de estupros cometidos por imigrantes na Noruega em 2009, e em Colônia, na Alemanha, no ano novo, colocaram diferenças supostamente habituais em perspectiva.

CURSO1

O ocorrido na Noruega levou à criação por lá de um polêmico curso para refugiados, ensinando-os a como tratar as mulheres. Parte de uma série de outros cursos não obrigatórios oferecidos para os refugiados no país (como língua e ajuda para trabalhar) o curso sobre como tratar as mulheres dura quatro horas e ensina premissas culturais e judiciais. Lá eles aprendem o que constitui crime de estupro no país, como se relacionar cotidianamente com as mulheres, comportamento e seus limites, violência doméstica e o que fazer caso testemunhe agressões sexuais, entre outros pontos.

<iframe width=”628″ height=”500″ frameborder=”0″ src=”https://www.bbc.com/portuguese/internacional-36539924/embed”></iframe>

Depois do incidente no ano novo alemão, a Bélgica anunciou também a implementação do curso. Naturalmente que a decisão gerou polêmica. Para os críticos, ele parte de um princípio estigmatizado e generalizado sobre os refugiados, como se todos fossem estupradores e agressores em potencial.

CURSO2

O diretor do curso, porém, afirma se tratar de somente mais uma das diversas aulas levantando diferenças culturais e expondo o novo paradigma sobre o qual viverão os refugiados. Alguns alunos que frequentaram o curso afirmaram que as informações os ajudarão a conseguir, quem sabe, uma parceira em sua nova casa.

E aí? Xenofobia ou respeito aos direitos das mulheres? O que você achou desta iniciativa?

© fotos: reprodução

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Viajar sem os filhos é sonho de consumo dos pais após pandemia, diz pesquisa