Precisamos falar Sobre

Precisamos falar sobre ‘trabalho’: tudo está mudando muito, mas tá legal pra você?

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Foi quando as costas doíam de carregar peso que se inventou a roda. Depois, pra subir mais peso ainda, as polias foram inventadas. A máquina de escrever, o computador, o notebook, a internet, o home office. E assim por diante. Tudo nasce de um “isso aqui tá uma #$%%#! E se eu fizesse aquilo?”

Em primeiro lugar, não se engane: não existe trabalho perfeito. E sabe por que? Porque ninguém é perfeito. Mas a verdade é que a gente não deixa nunca de procurar por isso, o que acaba trazendo uma boa dose de frustração.

Sem título

A frase é clichê, mas é a pura verdade. Se não somos perfeitos, como poderíamos criar algo perfeito? Então, pra começo de conversa, seja qual for a profissão, essa é a primeira ilusão que precisa cair. Nada vai ser um mar de rosas.

Dá pra achar isso o fim do mundo. O trabalho pode, inclusive, ser tão ruim que a gente prefira deixá-lo. Mas é possível também que isso seja uma baita oportunidade de criar algo. Sabe o que nasce desses momentos ruins, com uma pitadinha de inquietação e angústia? A tecnologia, por exemplo.

trab

Melhor > Mais

A tecnologia sempre nasce de uma tentativa de facilitar algo, pra que se possa fazer as coisas melhor com menos esforço. O problema é que o mundo tem entendido melhor como sinônimo de mais. Carregar mais peso. Escrever mais rápido. Começar mais cedo. Trabalhar até mais tarde.

Nesse frenesi o mundo vem acelerando. O resultado? Ansiedade. E isso é física básica: quando um corpo está numa trajetória de movimento, ele insiste em persistir assim. É a tal inércia. E aí, de tanto correr, a gente faz isso até quando não precisa. Não dorme quando pode dormir, não relaxa quando pode relaxar…

trab2

– Sei, Laiz…então você tá querendo me dizer que a tecnologia é ruim e que trabalho bom mesmo é aquele que meu material de trabalho fica lá, eu fico oito horas no lugar fazendo o que quer que seja e, mesmo quando não tenho nada pra fazer, eu continuo lá??

Não exatamente. Teu material de trabalho ficar no lugar te facilita o descanso. Poder desligar é importante. Porém, procrastinar não é legal e nem nunca vai ser e ficar parado num lugar sem ter o que fazer adoece também. Faz a gente se sentir inútil, faz nascer teia de aranha debaixo da pele. O trabalho perde o sentido e, como é lá que passamos a maior parte do tempo, a vida começa a parecer sem sentido também. A gente vai perdendo a vontade de fazer tudo, mesmo quando tá fora do trabalho.

giphy (1)

Home office

– Hum… Entendi, Laiz. Você diz que ficar sem nada pra fazer não é bom… Mas e se for de casa, de pijama, na frente do Louvre em Paris, na praia em Jericoacoara? Daí é bom, hein??

Pode ser que seja bom, pessoa. Essa situação oferece a maior possibilidade de descanso. Não estar no mesmo lugar todo dia, ver pessoas e ambientes diferentes também ajuda a descansar, a relaxar, mesmo enquanto trabalhamos. Acho que, tecnologicamente, esse arranjo é o mais avançado no momento. Mas aí entra a questão: se você estiver em Paris ou no nordeste trabalhando, será que você vai realmente fazer algo além de trabalhar? Você tem disciplina para organizar também o seu descanso?

Muita gente pensa que disciplina é uma palavra que tem a ver apenas com trabalho, mas essa visão está totalmente equivocada. Disciplina tem tudo a ver com lazer (saúde e qualidade de vida) sim sinhô, principalmente quando você trabalha de casa ou de onde quiser.

Mas temos um grande problema aí. Se você pode trabalhar de qualquer lugar, você pode trabalhar de qualquer lugar (e a qualquer hora). Isso, infelizmente, tem resultado em pessoas trabalhando o tempo todo, não sabendo a hora de parar, perdendo a hora do almoço e ficando igualmente aceleradas. E, pior: quando você trabalha de casa, sozinhx, você não tem aquele culéga pra xingar o chefe junto, pra reclamar da vizinha que faz barulho, pra falar do futébas ou do relacionamento. A gente ganha em conforto (será?), mas perde em troca. E nós humanos somos seres sociais por condição. É muito sofrimento também.

work

– Laiz, agora é você que tá me fazendo sofrer!!! Então não tem jeito????? Trabalhar vai ser sempre ruim???

Já disse o Seu Madruga ali em cima: ruim é ter que trabalhar. A obrigação é que nos complica. O mundo ideal seria, pra mim, aquele em que a gente trabalha enquanto tem trabalho, de casa ou de qualquer lugar, e depois vai viver. Ser obrigado a estar na frente de um computador, dentro de uma sala ou sei lá mais o quê nunca vai deixar a gente plenamente feliz. De um pouquinho de descontentamento não conseguiremos fugir, não tem jeito.

Mas, pior do que a obrigação, é a lógica do trabalho. Melhorar as condições de trabalho não trazido muitos benefícios pro trabalhador em muitos casos. As novas ferramentas acabam muitas vezes oferecendo a possibilidade de fazer as pessoas trabalharem mais e mais e mais e mais e sem parar, sem hora para terminar ou desconectar. A gente até pode produzir mais, mas produz também muito mais adoecimento e aos poucos vai matando a nossa criatividade e frescor mental. Algum jeito de desacelerar precisa, urgentemente, ser criado! Tem até quem esteja trocando seus smartphones por celulares analógicos por alguns instantes de paz.

Angustiou aí, foi? Fico aqui aguardando o que vai vir do “realmente, isso aqui tá uma #$%#$! E se eu fizesse aquilo?”

E aí? Vai fazer o quê? Que tal voltar pro trampo enquanto pensa? hehe 😉

* Laiz Chohfi trabalha como psicóloga na Universidade de São Paulo (USP). É pesquisadora no LEFE-USP (Laboratório de Estudos em Fenomenologia Existencial e Prática em Psicologia), professora na Universidade Paulista (UNIP) e atende em consultório particular. Mãe de dois gatos, é amante de (dirigir) bons carros e está constantemente pensando na próxima tatuagem.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A chave para o sucesso é trabalhar 3 dias por semana, segundo o bilionário Richard Branson