Estilo

Fergie volta propondo empoderamento de mulheres mães em novo clipe, mas levanta polêmica

Redação Hypeness - 04/07/2016

A cantora Fergie resolveu seguir a tendência lançada por Taylor Swift e convidou várias amigas famosas para participar de M.I.L.F., seu clipe recém-lançado. Mas, preste bem atenção, não são amigas quaisquer. De acordo com a mensagem que o clipe parece querer passar, são todas mamães incríveis que, além de cuidar dos pequenos, ainda arranjam tempo para cuidarem de suas carreiras, famílias e, não menos importante, delas mesmas.

Até aí tudo maravilhoso. O que levanta uma velha polêmica é a questão do reforço dos estereótipos. Será que o clipe não contribui para reafirmar a ideia opressiva de que a mulher mãe além de gerar e criar uma criança ainda ‘tem a obrigação’ de ser bem sucedida, sarada, sexy, etc, etc?

Este modelo utópico já não causou sofrimento e angustia demais a mulheres por todo o mundo? Não seria mais interessante brigarmos por modelos e símbolos mais reais, livres e diversos de maternidade? Ficam os questionamentos e fica o clipe… Assiste aí, depois conta pra gente o que você achou dessa história toda? 😉

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=bsUWK-fixiA”]

35DF66BC00000578-3670759-Living_the_life_The_ladies_are_residents_of_Milfville-m-18_1467412187988

35DF652B00000578-3670759-image-m-41_1467413338121

35DF68A600000578-3670759-image-a-80_1467414733385

Para o nome da música, Fergie utilizou a sigla M.I.L.F., que é uma expressão utilizada pelos americanos para se referir ao fetiche por mulheres mais velhas (“mom, I’d like to fuck” – famosa nos anos 1990 por conta do filme American Pie), de uma maneira beeeem diferente.

35DF6C7E00000578-3670759-Rock_a_bye_baby_Teigen_nurses_her_baby_girl_as_she_relaxes_outdo-m-26_1467412606947

35DF65E500000578-3670759-image-m-60_1467414197877

A ideia era empoderar todas estas mulheres que, após a maternidade, muitas vezes sofrem com o estigma de que agora não podem mais ser sexys, já que agora são mães (sério mesmo?!). “Mudar a sigla para ‘mães que gostaria de seguir (‘follow’ ao invés de ‘fuck’)’ é algo para empoderar as mulheres que fazem tudo. Elas têm uma carreira, uma família e ainda têm tempo de cuidarem delas mesmas e se sentirem sensuais”, disse Fergie ao Entertainment Weekly.

35DC1BCF00000578-0-image-a-13_1467387134776

No vídeo, que já passou dos 9 milhões de views em apenas 3 dias, a cantora aparece pra lá de sensual ao lado de Kim Kardashian, Ciara, Chrissy Teigen, Tara Lynn e das brasileiras Alessandra Ambrósio (com sua filha Anja!) e Isabeli Fontana.

Capa-do-single-de-Milf-da-Fergie-624x624

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.