Viagem

Morreu Arturo, o ‘urso polar mais triste do mundo’, ao fim de 22 anos de cativeiro em zoo na Argentina

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Este é mais um daqueles casos que prova como temos falhado na nossa relação com os animais, perpetuando abusos e os obrigando a viver em lugares nos quais não deveriam estar.

Arturo ficou conhecido quando sua história se espalhou na internet devido ao fato de suas condições de vida no zoológico de Mendonza, Argentina, o terem levado a loucura. Esse estado de insanidade era provado pela forma obsessiva como o animal passou a se comportar, repetindo movimentos que denotavam stress e ansiedade profundos. Milhares de pessoas pediram sua libertação, assinando petições para o tirar da situação, e uma página foi criada com esse objetivo (a Free Arturo).

Não é muito difícil imaginar que a Argentina não é propriamente o lugar ideal para um urso polar, já que “todo seu corpo foi ‘desenhado’ para viver na neve, no gelo, para hábitos predatórios e para percorrer longas distâncias“, como explica Barry MacKay, ativista que tentou levar Arturo para um zoológico no Canadá (ideia recusada pelos responsáveis em Mendonza).

ArturoBear4

Apesar da tristeza de o ver partir, as pessoas estão felizes por ele poder ser finalmente livre. E que fique a esperança de que sua história, pra sempre triste, faça com que outros animais não precisem passar pelo mesmo.

Publicidade

ArturoBear1

ArturoBear2

ArturoBear3

ArturoBear5

Abaixo um vídeo contando um pouco mais de sua história (em inglês), documentada com imagens que não deixam dúvidas:

Todas as fotos: Reprodução

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Genebra: um roteiro pela menor e mais cosmopolita cidade da Europa