Debate

Brasil perde para o Afeganistão quando o assunto é representatividade feminina na política

por: Redação Hypeness

Você também achava que ser mulher no Afeganistão não era nada fácil? Se é verdade a gente não sabe, mas uma coisa é certa: a mulherada está melhor representada na política por lá do que aqui no Brasil. É isso mesmo, o Afeganistão tem mais mulheres na Câmara e no Senado, proporcionalmente, do que nosso país tropical.

Entre 193 países, o Afeganistão ocupa o 50º lugar no ranking de representatividade feminina na política divulgado pela  União Interparlamentar Internacional (UIP) em junho. A classificação levou em conta o número de mulheres atuantes na Câmara e no Senado (ou em órgãos similares, de acordo com o sistema político de cada país).

Se perguntando qual a posição do Brasil neste ranking? Então aí vai a bomba: estamos na vergonhosa 153ª posição… Aqui, as minas ocupam apenas 12% dos cargos no congresso – no Afeganistão, esse número chega a 27,1%. E olha que por lá as mulheres não podem andar na rua sem a companhia de um homem em alguns locais ocupados pelo Estado Islâmico e só começaram a votar (e consequentemente ser votadas) há 12 anos.

mulheres

Foto via / Foto destaque via

Entre 1996 e 2001, o país viveu sob o regime Talibã e a mulherada não podia frequentar a escola e ainda precisava andar coberta da cabeça aos pés. A diferença é que as afegãs souberam como conquistar seu direito  na política constitucionalmente: hoje, 27% dos assentos na Câmara e 16% no Senado (conhecido como Meshrano Jirga por lá) são destinados a elas. Apesar da representatividade no congresso, uma moça solteira ainda não pode tirar passaporte ou documento de identidade e nem viajar sozinha no país.

Ah, e se você estava curioso para saber quais são os países que se saíram bem no ranking, nem pense que foram apenas os países mais desenvolvidos. O campeão dos campeões é Ruanda, em que a mulherada ocupa cerca de 64% dos lugares da Câmara. Na sequência estão Bolívia, Cuba, Seicheles, Suécia e o Senegal. O sétimo lugar pertence ao México – o que aparentemente já assusta bastante aos políticos brasileiros.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
King Crimson pede aos fãs que não levem celulares para show em SP