Inspiração

Esta jovem bailarina teve que amputar uma perna, mas voltou a dançar – e a inspirar

31 • 08 • 2016 às 07:24
Atualizada em 31 • 08 • 2016 às 08:26
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Gabi Shull, uma jovem bailarina que vive em Missouri, nos Estados Unidos, viu sua vida mudar completamente após descobrir que tinha osteossarcoma, um raro câncer nos ossos, com apenas 9 anos de idade.

O diagnóstico veio após um machucado no joelho que não melhorava, resultado de uma queda de patins. Durante 12 semanas, a jovem fez inúmeras sessões de quimioterapia a fim de reduzir o tumor, para que pudesse então ser operada.

358A778600000578-3653215-image-a-30_1466581804047

358A778A00000578-3653215-image-a-31_1466581805838

Dentre os tratamentos apresentados pelos médicos, o escolhido pela família foi o rotação plastia, onde o joelho do paciente é removido e o pé é invertido e recolocado na parte superior da perna, fazendo com que o tornozelo vire um joelho, permitindo mobilidade e movimento ao paciente.

358650A200000578-0-image-m-4_1466536002212

“Depois que eu tive a minha perna amputada, meu primeiro pensamento era apenas de andar novamente, além de sair da cama do hospital”, disse a jovem bailarina. “Mas o que me motivou mesmo era o pensamento de poder dançar de novo, porque eu só queria dançar.”

358650E700000578-0-image-m-6_1466536150347

358650DC00000578-0-image-a-8_1466536578234

3586505600000578-0-image-a-10_1466536962630

3586509600000578-0-image-a-12_1466537036577

Baila1

Depois de um longo processo de adaptação à sua nova perna, Gabi finalmente pode voltar a fazer o que mais gosta. Hoje, já com 14 anos, ela participa de várias competições, além de ser uma grande inspiração para seus professores e colegas.

3586507600000578-0-image-a-13_1466537061833

3586508600000578-0-image-a-9_1466536589564

E a jovem sonha alto: “Eu gostaria de trabalhar como médica, enfermeira ou cientista, para poder ajudar a encontrar uma cura para o câncer. Se eu pude vencê-lo, viver com uma prótese na perna e reaprender a andar e a fazer tudo de novo, então eu acredito que eu posso fazer qualquer coisa!”, finalizou.

Realmente inspirador!

358650F300000578-0-image-a-7_1466536567324

Todas as fotos © Barcroft Media

Publicidade

Canais Especiais Hypeness