Debate

Mulher responde da melhor forma a loja que a expulsou por amamentar seu bebê

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A mulherada tá com tudo para mostrar que a amamentação é coisa mais do que séria. Depois da Í-D-O-L-A que esguichou leite na mulher que pediu que ela fosse amamentar em um lugar privado, foi a vez de outra mãe mostrar que bebês têm o direito de mamar na hora e no lugar que quiserem.

Wittney Hope estava com sua filha em uma loja da marca Dillard’s, nos Estados Unidos, quando a menina quis mamar. Antes de oferecer o seio, ela ainda perguntou a uma funcionária da loja se poderia amamentar naquele local. Diante da resposta positiva, a mãe foi em frente. Mas, para sua surpresa, a mesma funcionária voltou alguns minutos depois pedindo que ela fosse amamentar no banheiro.

Diante da confusão, Wittney preferiu sair da loja. No caminho, porém, encontrou um enorme anúncio que mostrava toda a hipocrisia do gesto. Uma foto gigante dos seios de uma modelo, para uma propaganda de sutiã estampada na parede, onde nem sequer era possível ver o rosto da mulher, apenas os seios. A mensagem era clara: peitos ali só seriam permitidos se for para serem admirados. 🙁

Depois disso, a mãe não teve dúvidas em ir até a página do Facebook da empresa reclamar do ocorrido e mostrar a grande contradição com uma fotografia pra lá de simbólica.

mae

Todas as fotos: Reprodução Facebook. Veja a publicação completa aqui

Na mensagem, ela deixa um questionamento para a marca: “Por que é aceitável que uma foto gigante de TETAS esteja na parede, mas eu não posso alimentar meu bebê?“. Nós também estamos tentando entender…

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Defensor da caça de animais silvestres vai comandar Serviço Florestal Brasileiro