Viagem

Nesta tribo da Etiópia os homens barrigudos são referenciados como heróis

por: Vicente Carvalho

Um dos temas que mais nos fascinam são como os hábitos, costumes e culturas de uma determinada população influenciam em muitos comportamentos do coletivo.

O que é “feio”, “bonito”, “belo” ou de “bom ou mau gosto” é tão relativo e passível de contexto que não cabe a nós dar opiniões fechadas e sem abertura para conversa, pois certamente caíremos apenas no abismo da opinião vazia.

Por exemplo: ter uma barriga sarada, peso na medida, alimentação certinha é um perfil perseguido por milhões de pessoas ao redor do mundo – que, aliás, é super válido.

Mas tem um lugar no mundo que esse ideal passa longe do corpo esguio e da barriga tanquinho, e ele é em Bodi, na Etiópia. Nesta região africana, que é habitada pela tribo Me’en, quanto maior for a barriga do homem, mais ele é considerado por sua comunidade. “Toda criança quer ser um dos homens gordos” disse o fotógrafo francês Eric Lafforgue ao Daily Mail, complementando ainda que eles são tratados como heróis por conta do seu peso elevado.

article-2480870-1919AAAE00000578-221_964x682

Eles têm um costume chamado cerimônia do Ka’el, que acontece em junho, e onde cada família deve indicar, seis meses antes, um homem solteiro para ingressar no concurso que elege o mais gordo da tribo. Nas semanas e meses antes da eleição, o candidato passa por uma dieta de engorda, com um ingrediente “especial”: sangue e leite de vaca, com o intuito de deixar o membro da tribo ainda mais rechonchudo.

Por ser uma região de temperatura elevada, os participantes têm que consumir rapidamente cerca de 2 litros da mistura de leite e sangue antes que o produto fique sólido. O candidato fica isolado e sem relações sexuais até a data da cerimônia, mas todos os alimentos são levados por mulheres da tribo.

Os homens gordos bebem leite e sangue o dia inteiro. Alguns ficam tão gordos que não conseguem nem andar mais”, disse o fotógrafo em outro trecho da entrevista.

article-2480870-1919A60A00000578-389_964x681

Uma vez que o homem mais gordo foi escolhido, a cerimónia termina com o abate de uma vaca usando uma enorme pedra sagrada. Posteriormente, os anciãos da aldeia inspecionam então o sangue do estômago do boi para ver se o futuro vai ser brilhante ou não.

Após a cerimônia, as vidas dos homens que participaram do Ka’el voltam ao normal e eles começam a perder suas enormes barrigas depois de algumas semanas comendo com moderação, mas quando já se tornaram heróis na tribo. Algumas semanas mais tarde, a geração seguinte de homens barrigudos de Bodi será escolhida e o ciclo começará novamente.

Veja algumas fotos de toda a cerimônia:

article-0-1919AA5000000578-181_964x682

article-0-1919AC3200000578-724_964x678

article-2480870-1919A90D00000578-420_964x680

article-2480870-1919A71200000578-858_964x681

article-2480870-1919A72600000578-599_964x682

article-2480870-1919AA7800000578-862_470x668

article-2480870-1919AC0A00000578-675_964x681

article-2480870-1919AC7E00000578-25_964x681

article-2480870-1919ACDE00000578-524_964x675

article-2480870-1919ACF200000578-894_470x668

article-2480870-1919AD3400000578-629_470x669

article-2480870-1919AD5600000578-790_470x669

article-2480870-1919EB4900000578-893_470x668

article-2480870-1919EB6800000578-990_470x668

Todas as fotos © Eric Lafforgue

Publicidade


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Conheça os restaurantes veganos e vegetarianos mais incríveis do mundo