Inspiração

O medalha de ouro na maratona é milionário, mas prefere dividir alojamento e até limpar banheiros pra se motivar

por: Gabriela Alberti

Quem viu Eliud Kipchoge recebendo a medalha de ouro na cerimônia de encerramento das Olimpíadas, ontem, nem imagina o tamanho da humildade e disciplina que este queniano de 31 anos teve para chegar lá.

Dono de uma conta bancária recheada, devido à patrocínios e prêmios ganhos ao longo da carreira, o milionário prefere levar uma vida simples quando está se preparando para provas importantes, o que inclui dividir alojamento com atletas de diversos níveis, cuidar do jardim e até mesmo limpar banheiros.

A rotina do queniano é regrada e conta com dois dois treinos diários, o primeiro antes das 5 da manhã. Quando volta, Eliud toma seu banho, vai para o café da manhã, e recebe a tarefa do dia no alojamento, que cumpre sem reclamar, sempre tendo em mente seu maior objetivo que, no caso, era a Olimpíada do Rio.

57b9be2e2e0db

Eliud, que é casado e tem três filhos, conta que prefere seguir esse ritual por se sentir mais motivado para as competições. “Permaneço no centro de treinamento porque isso me traz a memória de estar motivado. O mais difícil é ficar longe dos meus filhos, já que eles sempre querem ficar comigo. Mas no centro de treino nós compartilhamos ideias e eu ainda mostro algumas coisas para os mais jovens.”, contou o maratonista à revista Runners World.

Captura de Tela 2016-08-22 às 12.56.46

E a determinação do atleta parece funcionar. Ontem, Eliud foi o melhor na maratona olímpica, levando a sua primeira medalha de ouro pra casa (já tinha uma de prata e uma de bronze nas provas de 5 mil metros). Chegou mais de um minuto na frente de seu rival, o etíope Feyisa Lilesa. E olha que essa foi a maratona mais lenta que ele já correu, com seu pior tempo já registrado.

Captura de Tela 2016-08-22 às 12.56.00

Imagens © Reuters/Lance!/Reprodução Rede Globo

*O Canal Olímpico Hypeness foi criado para todos aqueles que são adeptos da transformação, da superação e da inclusão. Para os que viram a história sendo escrita a cada nova medalha e para os que esperam por ela. Neste canal o Hypeness vai contar histórias inspiradoras e atletas que fazem a diferença. E você vai perceber que, muito para lá do esporte, este é um evento de celebração da vida.

Publicidade


Gabriela Alberti
Aquariana, curitibana, canhota e (só um pouco) teimosa. Curiosa desde o berço, tô sempre em busca de novidades, da senha do wi-fi, de novas séries para virar o fim de semana e de passagens promocionais para, quem sabe um dia, dar a volta ao mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Este guia ensina pessoas trans a alterar seu registro civil