Debate

Pedido de casamento entre atletas chineses na Olimpíada gera polêmica

por: Tuka Pereira

No último domingo, 14, a saltadora ornamental chinesa, He Zi, 25 anos, recebeu a medalha de prata pela disputa no trampolim de 3 metros. No entanto, logo após a cerimônia de premiação, um fato chamou mais atenção do que a glória das atletas. Qin Kai, também saltador ornamental chinês com quem He Zi namora há seis anos, a pediu em casamento tendo o mundo inteiro como testemunha.

Ajoelhado diante da atleta com um anel de diamantes em uma caixa vermelha, ele imediatamente roubou o protagonismo da medalha olímpica de sua companheira. Por conta disso, enquanto muitas pessoas consideraram a atitude do jovem um ato romântico, muitos interpretaram o gesto como uma forma de tentar superar a atenção e os holofotes da conquista da namorada e taxaram o ato como machista.

20780565

À BBC, a escritora indiana Sunny Sight descreveu o momento como “definitivamente nada romântico”. “É um mecanismo de controle (masculino), uma maneira de dizer: ‘você pode ter acabado de ganhar uma medalha olímpica, mas realmente a coisa mais importante é que você é minha mulher”, escreveu. ”Imagine se fosse alguém como Michael Phelps recebendo uma medalha e uma mulher se aproximasse e fizesse o pedido – as pessoas iriam rir dela”, disse.

Que maneira de colocar pressão sobre ela: ter o mundo inteiro vendo enquanto ela toma uma decisão tão íntima e importante“, escreveu a usuária Gu Jueyang no Weibo, o equivalente ao Twitter no país asiático.

Se ela rejeita a oferta de casamento, vai ser rotulada como uma pessoa cruel por bilhões ao redor do mundo que estão observando. Isso pode ser mascarado como romântico, mas eu vejo o contrário”, escreveu outra internauta.

salto

Muitas pessoas também comentaram sobre o fato de a mídia estar dando mais atenção ao pedido de casamento do que à medalha recebida pela saltadora e rotularam a situação como uma “cobertura sexista”.

À imprensa a atleta declarou: “Não sei porque é que ele se declarou hoje, não esperava casar tão cedo”. Mesmo assim ela aceitou o pedido às lágrimas.

Veja o momento:

Imagens: Rio 2016 / Divulgação / Twitter

Publicidade


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Decisão do STF: como ela impacta prisão do DJ Rennan da Penha, negros e periféricos