Debate

PM envolvido no Massacre do Carandiru é nomeado ao Itamaraty

12 • 08 • 2016 às 06:05
Atualizada em 12 • 08 • 2016 às 06:09
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Uma característica importante para trabalhar no Ministério das Relações Exteriores deveria ser a diplomacia. Pelo visto, este está longe de ser um requisito básico. É o que indica a nomeação de um dos policiais militares envolvidos no massacre do Carandiru a um cargo no Itamaraty.

Hideo Augusto Dendini assumiu o cargo de assessor especial, em caráter transitório, no Itamaraty. O posto é um dos mais altos da pasta, segundo informações da Caros Amigos, e a nomeação foi feita pelo ministro das Relações Exteriores do governo interino de Michel Temer, José Serra, no último dia 4.

Em 1992, Dendini estava colocando em prática sua falta de comportamento diplomático durante a rebelião do Pavilhão 9, no Carandiru. Na época, ele era 1º tenente e foi acusado de participar do massacre que resultou na morte de 111 presos. Embora tenha sido absolvido, outros policiais foram condenados pelos crimes cometidos.

serra

Foto via / Foto destaque via

Publicidade

Canais Especiais Hypeness