Debate

Como aproximar os homens do debate sobre machismo?

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Como você se sente sobre a questão do machismo no Brasil? Como podemos evoluir para uma sociedade mais igual, com maior diálogo entre os gêneros? Essas são algumas das perguntas essenciais que um recente estudo realizado aqui pretende ao menos começar a responder. A pesquisa foi realizada através de uma parceria entre a ONU Mulheres (liderança global em prol de mulheres e meninas) e o portal Papo de Homem, com viabilização do Grupo Boticário – e algumas surpreendentes informações recolhidas provocaram tantos debates e aberturas para o tema, que a pesquisa se transformou em um documentário.

falar1

Começando do absoluto começo, segundo o estudo, 81% dos homens e 95% das mulheres entrevistadas concordam que o Brasil é sim um país machista. Partindo da percepção feminina a respeito do papel dos homens na sociedade – e levantando as tensões culturais responsáveis por sofrimentos e desigualdades – surge a constatação de que os homens não sabem lidar com mudanças de posição em hierarquias sociais, levando-os a constantemente tentar provar sua masculinidade, e dando origem a mais situações de machismo. O título do projeto sugere, portanto, sua intenção: Precisamos falar com os homens? Uma jornada pela igualdade de gênero.

Curiosamente, a pesquisa também aponta que tal desigualdade não é fácil para mais da metade dos homens, ainda que de forma indireta. 66,5% não falam com amigos sobre sentimentos e medos, e 45,5% gostariam de se expressar de forma menos agressiva ou dura, mas não sabem como. Mais da metade gostaria de se aproximar mais dos amigos, expressando de forma clara seus afetos, e também de poder explorar outros tipos de hobbie sem serem julgados. E esse é um dos motes de toda a empreitada: como aproximar os homens desse debate e dessa questão?

Publicidade

falar6

falar5

Assim, o objetivo do trabalho como um todo é revelar como se formam tais padrões comportamentais, e como é possível enfrentá-los.

falar3

falar4

“A pesquisa revela como as desigualdades de gênero afetam mulheres e homens no Brasil. As mulheres mostram a convicção de que a igualdade é benéfica para todas as pessoas, ao passo em que elas afirmam serem as pessoas mais afetadas pela violência e pela desigualdade de direitos em relação aos homens. O estudo traz elementos mais concretos sobre as discussões sobre a igualdade de gênero, para a revisão e a repactuação de papéis de gênero, assim como as transformações necessárias para o fim do machismo”, afirma Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil. A luta das mulheres é, afinal, uma luta por igualdade – e igualdade, por definição, é melhor para todos.

falar2

© fotos: reprodução

Recentemente o Hypeness mostrou como seria o mundo livre do machismo através das manchetes de notícias. Relembre.

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Após 25 anos tentando, Cleusa consegue o divórcio: ‘Foi a pressão do Brasil e do mundo que fez isso’