Viagem

O seu próximo mochilão TEM QUE ser pelo Sudeste Asiático; e vamos te ajudar a planejar

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Viajantes estão sempre em busca de próximos destinos para desbravar e a possibilidade de conhecer lugares incríveis gastando pouco faz brilhar os olhos de qualquer um. Se este é o seu caso, então você precisa planejar uma viagem para o Sudeste Asiático, uma região com diversidade cultural, gastronomia irresistível e lugares paradisíacos.

A Emirates leva você diariamente de São Paulo ou do Rio de Janeiro para Dubai e, de lá, para 23 destinos na Ásia. Fique de olho, pois sempre há promoções com tarifas especiais para estes destinos.

Pensando nisso, separamos 10 dicas imprescindíveis para te ajudar a fazer um mochilão inesquecível pelo Sudeste Asiático. Preparado/a?

1 – Defina seu orçamento

01

O que nos faz gastar além da conta em uma viagem? Falta de planejamento. Para não deixar isso acontecer, calcule gastos com passagens (incluindo as que você utilizar para deslocamentos internos), hospedagem, alimentação, passeios e comprinhas eventuais. Para isso acontecer da melhor forma, definir o roteiro da viagem antes de ‘botar o pé na estrada’ é uma grande ajuda. Assim você diminui as chances de exceder os gastos com alguma coisa e ter que sair fora do orçamento desejado. Há lugares bastante econômicos no Sudeste Asiático, onde é possível gastar menos de 50 dólares por dia (incluindo todos os gastos), mas obviamente é preciso encarar um estilo de viagem que não inclua hotéis e sim hostels, abrir mão de restaurantes caros e não gastar com nada supérfluo.

2 – Prepare-se para os imprevistos

02

Nem toda viagem sai totalmente como o planejado e como diriam nossas avós, é melhor prevenir do que remediar. Imprevistos de viagem podem abranger desde emergências com saúde, perda de passaporte, furto de carteira a outras coisas. Escolha um bom seguro de viagem para garantir que não terá gastos com médicos caso algo aconteça uma emergência, leve um cartão de crédito reserva que possa ser deixado no cofre do hotel/hostel para ser usado apenas em caso de necessidade extrema, tenha cópia de seu passaporte e, quando possível, deixe o documento original bem guardado no cofre.

3 – Escolha a melhor época do ano

03

Escolher a melhor época para viajar para esta região não é necessariamente uma questão de definir entre frio e calor, pois dependendo de onde você vá é calor o ano inteiro. Este é o caso de países como a Tailândia e a Indonésia, por exemplo. No entanto, também é importante saber que estes destinos possuem o clima definido por monções, nome dado aos ventos sazonais que resultam em chuvas (muitas vezes torrenciais). Os períodos em que ocorrem as monções variam de região para região e é importante pesquisar antes de planejar a viagem para não correr risco de se deparar com a chuvarada. Não seria nada legal.

4 – Não esqueça de se vacinar

04

Publicidade

Brasileiros são obrigados a apresentar certificado de vacinação de febre amarela para entrar na Tailândia. No aeroporto é preciso mostrar o Certificado Internacional de Vacinação (CIV) num guichê de Controle de Saúde antes mesmo de passar pela imigração e, apenas desta forma recebe permissão para entrar em território tailandês. É possível se vacinar em qualquer posto de saúde no Brasil e, para a emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), procure um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante, levando o seu Cartão Nacional de Vacinação e um documento de identificação original com foto. Você pode ter mais informações aqui.

Para outros destinos na região, nenhuma outra vacina é obrigatória, mas há algumas recomendáveis – como Hepatite A e Malária – que você pode tomar caso deseje. Você pode ter maiores informações sobre vacinas recomendadas procurando um Centro de Orientação para a Saúde do Viajante.

5 – Faça os vistos necessários

05

Muitos destinos no Sudeste Asiático exigem visto para brasileiros. Prepare os documentos caso você esteja planejando visitar algumas cidades tais como: Hanoi, Guangzhou, Pequim, Xangai, Bali e Tóquio, por exemplo. Cada uma possui valores, duração e especificidades distintas e por isso é preciso se planejar com antecedência. Para a maioria desses destinos é possível fazer toda solicitação através da internet ou mesmo no aeroporto já no destino, porém, esta segunda opção geralmente custa mais caro.

6 – Pesquise os costumes locais

06

Antes de viajar para qualquer lugar é imprescindível fazer uma vasta pesquisa sobre os costumes locais para já chegar ao destino preparado e sabendo como se portar. Por exemplo, em muitos destinos no Sudeste Asiático há templos espalhados por todos os lados e para visitá-los é preciso usar peças que cubram ombros e joelhos, além de retirar os calçados antes de entrar.

Em Cingapura é bom saber que chicletes não são vistos com bons olhos. Entre 1992 e 2004 foi proibida a importação, fabricação e venda de gomas de mascar no país, pois os custos com limpeza de ruas e calçadas estavam muito altos. Agora só há venda de gomas com finalidades terapêuticas (chicletes que contêm nicotina ou sem açúcar), mas é preciso apresentar um documento de identificação ou pedido médico para comprar. Mesmo assim mascar chiclete em público ainda é considerado uma tremenda falta de educação por lá. Além disso se você jogar a goma no chão será obrigado a pagar uma multa bem alta.

7 – Viaje leve

07

Você pode até achar estranho, mas é perfeitamente possível viajar para muitos destinos nesta região levando apenas uma mala de mão mesmo se for uma viagem de 30 dias de duração. Este é o caso de destinos quentes e onde você vai aproveitar a praia.

Tudo o que você precisa colocar na mala são poucas peças leves como vestidos, saias shorts, camisetas, bermudas e roupas de banho em uma quantidade suficiente para que você possa mandar lavar para não passar sufoco. Lavanderias em países como a Tailândia e o Vietnã são extremamente baratas e é altamente recomendável utilizá-las.

Para estes lugares nem pense em sair do Brasil levando roupas sofisticadas, saltos, acessórios, calças, blusas pesadas, pois são coisas que só vão ocupar espaço na mala e nem serão utilizadas. Outra vantagem de se viajar com pouco volume é que sobra espaço para comprar lindas peças que são vendidas por ótimos preços em muitas feirinhas existentes nestes países.

8 – Escolha lugares seguros para se alimentar

08

Se você procurar na internet pode até se assustar com a quantidade de relatos de pessoas contando sobre terem passado mal ao se alimentar em alguns destes países. Mas acredite: não precisa se desesperar por conta disso. Apenas não é recomendado comer em barraquinhas nas ruas, pois não há como garantir que a higiene no preparo dos alimentos seja exemplar. Fora isso pode comer sem medo em qualquer restaurante que nada vai acontecer.

No entanto, saiba que a culinária nos destinos do Sudeste Asiático possui um tempero peculiar (e delicioso) que pode parecer estranho ao primeiro contato, pois alguns pratos são bastante apimentados. Como muitas pessoas não são muito tolerantes com pimenta é legal perguntar se o prato em questão possui ou não o tempero em excesso, se preferir basta pedir para não inseri-lo no preparo e pronto. Se for à Tailândia, não deixe de provar o delicioso Pad-Thai e nem a sobremesa de manga com arroz viscoso, pois são imperdíveis!

9 – Vá preparado para o calor

09

O calor em alguns destinos no Sudeste Asiático não é brincadeira, não! Por isso certifique-se de ficar hospedado em um local que tenha ar condicionado funcionando direitinho, de usar roupas claras e leves e SEMPRE passar protetor solar. Aliás, nem pense em pisar na rua sem protetor solar ou você correrá grandes riscos de ter sérias queimaduras de sol dessas de fazer bolhas.

10 – Defina os lugares que quer conhecer

Maya Bay, Koh Phi Phi Ley, Thailand.

O Sudeste Asiático possui uma série de lugares incríveis com paisagens deslumbrantes. Além disso também há muitas destinos que oferecem atrativos para quem gosta de curtir o lado urbano e agitado das cidades que conhece. Faça uma lista dos lugares que quer visitar e aproveite para conhecer alguns países na mesma viagem. Desta forma é possível economizar e ainda aproveitar melhor o tempo da viagem.

*Feito de países com culturas milenares, o Sudeste Asiático é uma das regiões mais cosmopolitas do mundo e, por isso, tem atraído tanta atenção. Neste canal especial, uma parceria entre o Hypeness e a Emirates, vamos mostrar todo o exotismo desses destinos que estão conquistando corações.

Um canal feito a pensar nos viajantes de plantão, mas também nos aventureiros, nos curiosos ou em todos aqueles que querem desbravar uma das regiões mais vibrantes do planeta.

selo artigo patrocinado

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Dupla de fotógrafos faz o mais belo registro da cidade azul, no Marrocos