Inspiração

O pacto de paz no futebol proposto pelas torcidas organizadas de São Paulo

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

O trágico ocorrido com o time da Chapecoense não será jamais contornado, mas pode ao menos trazer um bonito e transformador legado para o mundo do futebol. Desde o acidente com o avião do time catarinense que diversas demonstrações de empatia, fraternidade e união tomaram conta não só das pessoas, torcedoras ou não, como também dos próprios clubes. Medidas foram sugeridas para ajudar a Chape, e agora são as torcidas organizadas que começam a aderir ao espírito fraternal que se faz tão necessário para transformar de vez o futebol brasileiro.

© foto: Rogério Cavalheiro (Estadão Conteúdo) © Rogério Cavalheiro (Estadão Conteúdo)

No último domingo, representantes das quatro maiores torcidas de São Paulo – Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos – se reuniram diante do estádio do Pacaembu para um ato em solidariedade à Chapecoense e sua torcida. Membros das organizadas Gaviões da Fiel, Independente, Macha Verde e Torcida Jovem respeitaram um minuto de silêncio, marcharam em total comunhão, sob um só canto: “Vamos, vamos, Chape”.

@ Diogo Venturelli © Diogo Venturelli

Publicidade

Agora as torcidas deram mais um passo na direção de um real transformação na situação de violência que costuma tomar conta dos estádios e arredores: um pacto de paz entre as torcidas.

© Marcelo Gonçalves (Estadão Conteúdo) © Marcelo Gonçalves (Estadão Conteúdo)

Com o slogan “mais festa e nenhuma violência no futebol”, os representantes das torcidas procuraram Elisabete Sato, delegada do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, de São Paulo, para se comprometerem a acabar com as brigas entre torcidas, e tornar os estádios espaços para as famílias e a confraternização. A delegada irá mediar o compromisso com o Ministério Público e a Secretaria de Segurança, enquanto as torcidas se comprometeram a realizar campanhas preventivas e orientar seus associados a coibirem ações violentas.

organizadas1

É evidente que o ceticismo toma conta do olhar sobre tais compromissos, mas vale o voto de esperança de que o bonito espírito que tomou conta do universo do futebol em todo mundo – em contrastante resposta à tragédia – tome conta também das torcidas, em uma direção fundamental e humana. Não há mais sentido, afinal, associar violência com coisa alguma, quanto mais com futebol – agora é torcer não só para seu time, mas para todos os times, no sentido de que esse compromisso se transforme em fato.

© Tom Vieira (Estadão Conteúdo) © Tom Vieira (Estadão Conteúdo)

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Passageiros são surpreendidos por trem repleto de flores e as reações são as melhores