Inspiração

O pacto de paz no futebol proposto pelas torcidas organizadas de São Paulo

por: Redação Hypeness

O trágico ocorrido com o time da Chapecoense não será jamais contornado, mas pode ao menos trazer um bonito e transformador legado para o mundo do futebol. Desde o acidente com o avião do time catarinense que diversas demonstrações de empatia, fraternidade e união tomaram conta não só das pessoas, torcedoras ou não, como também dos próprios clubes. Medidas foram sugeridas para ajudar a Chape, e agora são as torcidas organizadas que começam a aderir ao espírito fraternal que se faz tão necessário para transformar de vez o futebol brasileiro.

© foto: Rogério Cavalheiro (Estadão Conteúdo) © Rogério Cavalheiro (Estadão Conteúdo)

No último domingo, representantes das quatro maiores torcidas de São Paulo – Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos – se reuniram diante do estádio do Pacaembu para um ato em solidariedade à Chapecoense e sua torcida. Membros das organizadas Gaviões da Fiel, Independente, Macha Verde e Torcida Jovem respeitaram um minuto de silêncio, marcharam em total comunhão, sob um só canto: “Vamos, vamos, Chape”.

@ Diogo Venturelli © Diogo Venturelli

Agora as torcidas deram mais um passo na direção de um real transformação na situação de violência que costuma tomar conta dos estádios e arredores: um pacto de paz entre as torcidas.

© Marcelo Gonçalves (Estadão Conteúdo) © Marcelo Gonçalves (Estadão Conteúdo)

Com o slogan “mais festa e nenhuma violência no futebol”, os representantes das torcidas procuraram Elisabete Sato, delegada do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, de São Paulo, para se comprometerem a acabar com as brigas entre torcidas, e tornar os estádios espaços para as famílias e a confraternização. A delegada irá mediar o compromisso com o Ministério Público e a Secretaria de Segurança, enquanto as torcidas se comprometeram a realizar campanhas preventivas e orientar seus associados a coibirem ações violentas.

organizadas1

É evidente que o ceticismo toma conta do olhar sobre tais compromissos, mas vale o voto de esperança de que o bonito espírito que tomou conta do universo do futebol em todo mundo – em contrastante resposta à tragédia – tome conta também das torcidas, em uma direção fundamental e humana. Não há mais sentido, afinal, associar violência com coisa alguma, quanto mais com futebol – agora é torcer não só para seu time, mas para todos os times, no sentido de que esse compromisso se transforme em fato.

© Tom Vieira (Estadão Conteúdo) © Tom Vieira (Estadão Conteúdo)

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Casal de Rondônia cria barraca sem atendimento e lucra apostando na honestidade