Estilo

Pessoas idosas estão cada vez mais aderindo à maconha, diz estudo

19 • 12 • 2016 às 05:10
Atualizada em 19 • 12 • 2016 às 07:27
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Se os seus pais e avós estiverem com os olhos avermelhados e rindo sozinhos ultimamente, talvez não seja motivo para preocupação. Provavelmente, está tudo certo com a saúde deles e eles estão só aproveitando a vida para fumar uns baseados ocasionalmente – e não são os únicos. 

É o que mostra um estudo recente publicado pela Society for the Study of Addiction, que sugere que o consumo de maconha aumentou bastante entre maiores de 50 anos. Na verdade, o número de pessoas que resolveu fumar um entre os 50 e os 64 anos cresceu apenas 57,8%. O número é pequeno quando comparado com o crescimento do consumo entre os considerados idosos, aquelas pessoas com mais de 65 anos: nesse caso, o aumento foi de impressionantes 250%!

A pesquisa examinou dados coletados entre 2006 e 2013 pela National Survey on Drug Use, nos Estados Unidos, para chegar a essa conclusão. E, como já dava para imaginar, a maior parte dos participantes não teve sua primeira experiência com maconha depois de grandinhos  – afinal, essa galera era adolescente nos anos 60 e 70…

pantera

Imagem via / Foto destaque via

O interessante é que a maior parte das pessoas entrevistadas também se mostrou bastante aberta ao uso da substância: 85,3% disseram que não veem nenhum risco em fumar mensalmente, enquanto 79% acreditam não haver problemas em fazer uso semanal da droga. Apesar disso, mesmo com o aumento, os números de velhinhos maconheiros não são tão grandes assim: apenas 1,4% daqueles maiores de 64 anos fumaram maconha no último ano, enquanto 7,1% das pessoas com idades entre 50 e 64 anos afirmam ter acendido um baseado nos últimos 12 meses.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness