Inovação

Por que você precisa adotar o Oosouji, tradição milenar japonesa da faxina de fim de ano

por: Redação Hypeness

Patrocinado por:

Publicidade Anuncie

Se muitos rituais ou manias de fim de ano podem ser vistas como meras superstições, o tradicional ritual japonês de Oosouji não pode ser acusado do mesmo. Trata-se de um hábito milenar de realizar uma enorme e detalhada faxina, não só em suas casas, mas nos locais de trabalho, escolas, praças e até nas ruas. O ritual visa a higiene, ao mesmo tempo que serve como “purificador”, do ponto de vista espiritual, para o novo ano que se inicia.

oosouji2

Como as empresas costumam entrar em recesso alguns dias antes do ano novo, nos locais de trabalho o Oosouji acontece 2 ou 3 dias antes do réveillon. Para as residências, o ritual implica em realizar a faxina mais detalhada do ano, tirando todos os móveis de lugar, e limpando com afinco cada cantinho esquecido e principalmente jogando fora ou doando coisas que você não utiliza mais.

oosouji4

O Oosouji serve como perfeita oportunidade para trocar o tapete, o papel de parede ou qualquer outra parte velha da casa por uma nova e limpa.

oosouji3

Independentemente do sentido ou do efeito místico – se o ritual de fato joga fora o lixo espiritual e organiza nossas energias para o ano por vir – o fato é que uma bela faxina é sempre uma boa ideia.

oosouji5

O ritual demonstra também o compromisso com o espaço público e a comunidade que a população japonesa possui, e que seria muito bem vindo por aqui, além de literalmente organizar a vida e nos traz o prazer de cumprir uma dura tarefa – e a recompensa de se estar em uma casa tinindo de limpa, o que é necessariamente um bom espirito para entrar no ano que começa.

oosouji1

© fotos: divulgação

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Em novo escândalo, Facebook assume ter vazado dados de usuários para empresas chinesas