Debate

Artistas criam ilustrações simples e certeiras pra mostrar a diferença entre introvertidos e extrovertidos

por: Redação Hypeness

As designers Liz Fosslein e Mollie West, de Nova York, EUA, criaram uma divertida série de ilustrações para mostrar a diferença entre as pessoas introvertidas e extrovertidas, as que se sentem à vontade em qualquer lugar e as que, só de imaginar uma plateia na sua frente, sentem vontade de fugir.

Estes termos foram cunhados por Carl Jung em 1921, após anos de estudos comportamentais. Segundo o psiquiatra, a pessoa introvertida busca o que há internamente, enquanto a extrovertida parte confiante em busca do mundo externo.

E o projeto das artistas mostra perfeitamente esse sentimento, ilustrando de maneira simplificada as diferenças entre o funcionamento do cérebro de cada uma das personalidades.

Confira e responda – em qual delas você se sente mais confortável? Você é o tipo de pessoa que se sente confortável com os olhos postos em você ou falar em público sempre foi uma das suas maiores fobias?

1

1. Introvertidos têm um caminho neural mais longo para processamento de estímulos. A informação é executada através da via que está associada com a memória a longo prazo e planejamento. Ou seja, é mais difícil para um introvertido processar interações e eventos.

2

2. De acordo com estudos realizados pelo psicólogo Hans Eysenck, introvertidos requerem menos estímulo do mundo exterior para sentirem-se alerta do que extrovertidos precisam. Isso significa que introvertidos são mais facilmente estimulados.

3

3. Introvertidos têm uma alta sensibilidade à dopamina, a vantagem é que  precisam de menos quantidade deste para sentirem-se felizes. Enquanto os cérebros dos extrovertidos estão em um estado de “gastando energia”, os dos introvertidos estão mais para “conservando energia”. Isso porque introvertidos se sentem contentes quando estão lendo um livro, pensando ou mergulhando no seu mundo de ideias.

4

4. Os cérebros dos introvertidos não recebem grandes recompensas ao assumir riscos ou fazer apostas. Cientistas descobriram que os cérebros de pessoas extrovertidas respondem com mais entusiasmo aos resultados positivos, de apostas por exemplo.

5

5. O cérebro do introvertido vê interações com pessoas e objetos inanimados com mesmo nível de intensidade. Mas isso não quer dizer que eles achem que pessoas sejam objetos inanimados. Eles basicamente processam tudo ao seu redor, e prestam atenção em todos detalhes do ambiente e não apenas com quem está interagindo. Tanto uma pessoa quanto uma árvore podem ter o mesmo nível de atenção.

6

6. Conforme introvertidos interagem, eles buscam informações antigas com sua memória de longo prazo. Ele costuma comparar experiências atuais com antigas, tornando o processo mais lento, mas acaba resultando em decisões melhor avaliadas. Isso significa que um introvertido tem um diálogo ativo com ele mesmo e que normalmente anda por aí “viajando” com a cabeça cheia de pensamentos.

Todas as imagens © Reprodução

Estudado por muitos, vencido por poucos, o medo pode ter várias formas e dimensões. Mais do que um estado de alerta, ele se torna frequentemente incapacitante e é por isso que a Samsung lançou uma campanha que é ao mesmo tempo inspiradora e desafiante: #BeFearless, não tenha medo.

Com este canal, o Hypeness se une à campanha que foca em duas fobias bem particulares e comuns a muita gente: alturas e falar em público.

Para ver todos os posts, siga este link.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Após suicídio, precisamos falar sobre como a menstruação é tratada nas escolas