Arte

Artista belga retrata fobias incomuns através de colagens perturbadoras

por: Redação Hypeness

Se há um sentimento que todo ser humano sente (ainda que muitos prefiram esconder), esse sentimento é o medo. E quando em doses moderadas, o medo é um sentimento fundamental, que serve como proteção, um alarme que media a maneira com que nos entregamos a desafios e novas experiências.

Mas, como tudo na vida, se ingerido em doses exageradas, o medo pode ser paralisador, irracional e incontrolável – como as famosas fobias. São essas fobias que o artista belga David Delruelle retratou em uma série de colagens.

Tripofobia (medo de buracos) Tripofobia (medo de buracos)

Taquicardia, suores frios, imobilidade. Algumas fobias são mais populares, como claustrofobia (o medo de lugares fechados), agorafobia (medo de espaços abertos ou multidões) ou acrofobia (o famoso medo de altura). Mas há uma coleção de fobias inusitadas e bastante específicas, retratadas por Delruelle em suas colagens, como a Diplofobia (medo de visão dupla), Tecnofobia (medo de tecnologia) e até cronometrofobia (medo de relógio).

Tecnofobia (medo de tecnologia) Tecnofobia (medo de tecnologia)

Entre a sensibilidade, a poesia e o horror, as colagens retratam não só o objeto que assombra o fóbico, como parecem também sugerir a própria sensação daquele medo em especial. Delruelle não sofre de nenhuma fobia em especial, mas confessa que, depois de mergulhar nessas condições para realizar as coragens, o medo de buracos, também conhecido como tripofobia, um pouco lhe perturbou.

Para quem é hipocondríaco ou simplesmente gosta de caçar sintomas em si, essas colagens podem ser uma ótima péssima pedida. Olhem com moderação, e ao sentirem os primeiros sintomas, um artista deverá ser consultado.

Caetofobia (medo de pêlos) Caetofobia (medo de pêlos) Koumpounofobia (medo de botões) Koumpounofobia (medo de botões) Filemafobia (medo de beijar ou ser beijado) Filemafobia (medo de beijar ou ser beijado) Diplofobia (Medo de visão dupla) Diplofobia (Medo de visão dupla) Cronometrofobia (medo de relógios) Cronometrofobia (medo de relógios) Eisoptrofobia (medo de espelhos) Eisoptrofobia (medo de espelhos)

Todas as imagens © David Delruelle

Estudado por muitos, vencido por poucos, o medo pode ter várias formas e dimensões. Mais do que um estado de alerta, ele se torna frequentemente incapacitante e é por isso que a Samsung lançou uma campanha que é ao mesmo tempo inspiradora e desafiante: #BeFearless, não tenha medo.

Com este canal, o Hypeness se une à campanha que foca em duas fobias bem particulares e comuns a muita gente: alturas e falar em público.

Para ver todos os posts, siga este link.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Michal Dziekan usa sua arte para expor o lado sombrio na nossa estrutura social