Inspiração

Como a morte de uma criança na Somália por falta de água deu início a uma gigantesca mobilização internacional

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Quando Jérôme Jarre leu a notícia de que uma criança havia morrido na Somália graças à falta de água que assola o país, ele passou a pensar em maneiras de ajudar a população local. Foi quando teve a ideia de enviar comida para lá de avião. Com uma rápida busca no Google, descobriu que a companhia Turkish Airlines era a única que operava voos nesta rota. Foi então que decidiu usar o Twitter para começar um poderoso movimento.

Tudo começou com a publicação do seguinte vídeo (legendas em inglês), pedindo que a Turkish Airlines oferecesse espaço em um avião para o envio de alimentos às pessoas do país.

“A grande mídia não vai falar sobre isso! Revoltante! Vamos fazer barulho! #TurkishAirlinesAjudeASomália”

A resposta da companhia aérea veio menos de 24 horas depois, também através da rede social.

“Nós ❤ Somália. Aceitamos a chamada para este voo significativo.”

Depois de conseguir um avião para levar a comida até o país, Jérôme enfrentou um novo desafio: conseguir fundos para comprar 60 toneladas de alimentos em apenas 11 dias. Para isso, ele contou com a ajuda de diversas outras celebridades, como Ben Stiller e Casey Neistat. Assim surgia a campanha de financiamento coletivo Love Army for Somalia (“Exército de Amor pela Somália“, em inglês). A companhia aérea também concordou em permitir que o grupo enviasse cargas de comida em seus voos comerciais para a Somália até erradicar a fome no país.

somalia

O objetivo inicial é juntar US$ 2 milhões nos próximos dias para comprar alimentos que serão enviados em um voo para a Somália. Em apenas três dias, a campanha arrecadou mais de US$ 1,8 milhões, mas ainda há um longo caminho pela frente. Para ajudar, é possível realizar doações de qualquer valor clicando aqui.

somalia2

Os valores arrecadados serão usados para comprar arroz, óleo vegetal, biscoitos nutricionais, farinha, arroz e mingau. A primeira compra será realizada em Istambul, como agradecimento à companhia aérea, enquanto as próximas deverão ser feitas diretamente de produtores da Somália, para ajudar a economia local. A distribuição dos recursos ficará a cargo da organização não-governamental American refugee committee (ARC), que já atua na região.

Em relação à falta de água, a campanha explica que descobriu através de ONGs que atuam no país que a melhor forma de oferecer o recurso é enviando caminhões de água à região. Cada caminhão, com capacidade de dois mil litros, poderia ajudar cerca de 600 pessoas.

somalia4

Todas as fotos: Reprodução GoFundMe

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Um príncipe vegano está construindo aquários sem peixes no Oriente Médio