Debate

Curta alerta pra problema ignorado: não é por ser entre um casal que deixa de ser estupro

por: Redação Hypeness

Inspirado em relatos vividos por amigas, e em pesquisa abundante de casos, o curta francês Je Suis Ordinaire (Eu sou comum, em livre tradução), de Chloé Fontaine, retrata direta e literalmente uma situação lamentavelmente ordinária, como o próprio título sugere: o estupro dentro dos relacionamentos. A situação encenada no curta é realidade recorrente em muitos relacionamentos.

Ordinaire6

Um casal conversa normalmente sobre que filme irão assistir, quando o homem demonstra desejo de transar. Ela imediatamente informa que não está com vontade e, diante da insistência, explica seus motivos.

Ordinaire2

Ele segue na investida, até que simplesmente transa com ela, ignorando o desejo e as negativas da mulher – que termina o curta como que resignada e ignorada na posição de quem acabou de ser violada.

Ironicamente, o filme que lhe foi sugerido assistir era Irreversível, em que Monica Belucci é estuprada violentamente.

O curta é estrelado pela própria Fontaine, que resume perfeitamente o tabu sobre estupro entre casais na descrição do vídeo: “Se isso não o ofende, é porque você é um desses dois”.

Ordinaire5

O filme já acumula quase um milhão de visualizações, e seu título aponta justamente para a recorrência dessa situação nos relacionamentos, por maior que seja o tabu em debate-lo.

Ordinaire4

Ordinaire3

Não é não, não importa se a negativa é para um estranho, ou para alguém que se ama.

Ordinaire1

© fotos: reprodução

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Enquanto Anvisa não se decide, o mercado bilionário do Cannabusiness se organiza