Debate

ONG Repórter Brasil divulga ‘lista suja’ do trabalho escravo contemporâneo

por: Redação Hypeness

Desde 2003, a lista dos empregadores que foram pegos em flagrante submetendo empregados a condições análogas à de escravidão no Brasil costumava ser divulgada. Porém, o documento havia deixado de ser publicado em dezembro de 2014, de acordo com uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski, então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Agora, graças a um pedido realizado pela ONG Repórter Brasil através da Lei de Acesso à Informação (LAI), uma nova lista acaba de ser publicada. Desde o início de 2015, a ONG vinha solicitando a divulgação do documento, em conjunto com o Instituto do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo (InPACTO). Os dados apresentados são referentes ao período entre dezembro de 2014 e dezembro de 2016 e o documento ganhou o nome de Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo.

slavery2

Fotos © Lisa Kristine

Ao todo, são apresentados 250 nomes de empregadores. A maioria dos casos está relacionada ao trabalho em fazendas, construções e oficinas de costura. Todos, no entanto, são de empregadores autuados em flagrante e de casos que já tiveram decisão administrativa final, com direito à defesa em primeira e segunda instâncias. Veja a lista completa clicando aqui.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Universidade onde racista evitou professora formou 12 negros em turma de medicina