Viagem

A criatividade para salvar livros das cheias fez desta livraria em Veneza uma das mais originais do mundo

Redação Hypeness - 11/04/2017

O mesmo motivo que faz de Veneza uma das cidades mais lindas do mundo – com suas construções antigas rodeadas de água por todos os lados, sem carros e com gôndolas transportando romanticamente as pessoas em seus canais medievais – pode derrubar toda essa beleza e se transformar em um enorme problema. E esse paradoxo que fez com que a cidade tenha também uma das mais belas e curiosas livrarias do mundo, a Libreria Acqua Alta.

AcquaAlta6

AcquaAlta4

No inverno, as marés altas do Mar Adriático fazem com que muitas vezes as águas de Veneza invadam casas e estabelecimentos à beira dos canais.

AcquaAlta3

Para proteger seus livros desse fenômeno, a Acqua Alta estabeleceu uma decoração que não só salvou seus produtos como a tornou um local exótico e estonteante: os livros ficam dispostos em gôndolas, banheiras, barcos e outras peças, que os protegem e, ao mesmo tempo, embelezam o local.

AcquaAlta2

AcquaAlta1

AcquaAlta7

AcquaAlta10

Alguns livros já destruídos ou que não tinham saída na loja são utilizados como barricadas e até escadas na Acqua Alta, tornando o cenário ainda mais fantástico.

AcquaAlta8

AcquaAlta11

A livraria foi fundada em 2004 por Luigi Frizzo, e rapidamente se tornou um sucesso, um ponto turístico bastante incomum a se conhecer em uma cidade em que nada é usual – e tudo é estonteantemente belo.

AcquaAlta5

AcquaAlta9

© fotos: divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
O maior caminho do mundo vai da Cidade do Cabo a Magadan, na Rússia por terra