Inovação

Como presidiários estão ajudando a conter o grave sumiço das abelhas nos EUA

por: Redação Hypeness

No início, era apenas um “hobby” do detento Charles Roark, que cumpre pena de 26 anos por assalto a mão armada e posse ilegal de armas na prisão de Airway Heights Corrections Center, em Washington.

Hoje, ele e outros 50 detentos de 7 prisões do estado estão envolvidos no projeto, desenvolvido em parceria com o Departamento de Correções de Estado. Todos eles passaram por um treinamento especial, e são responsáveis pelo cuidado e desenvolvimento de 30 colmeias, com 60 mil abelhas cada.

Os detentos criaram até o Clube da Abelha, onde fazem reuniões mensais para discutir diversas técnicas de apicultura. Para eles, o projeto se tornou uma maneira de aprender algo e desenvolvendo uma nova habilidade para ajudar na busca de um emprego quando cumprirem suas penas.

58dbe36514000020000722e5

58dbe38a1d0000cf3b7d1298

Já para a sociedade norte-americana, o benefício é enorme, uma vez que as abelhas entraram para a lista das espécies ameaçadas de extinção em janeiro deste ano. Se o projeto fosse inserido em prisões de outros estados, estima-se que o impacto ambiental seria ainda maior.

Uma maneira inteligente de ensinar algo novo aos detentos, não só ocupando o tempo ocioso que passam na prisão mas também ajudando-os a se reinserir no mercado de trabalho, além de cuidar no meio-ambiente.

58dbe41714000088060722e9

58dbe47714000020000722ea

Imagens © Huffington Post

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Twitter usa memes de usuários como campanha nos metrôs de NY e San Francisco