Inovação

Projeto oferece roupas grátis para ajudar mulheres que estão se recuperando de transtornos alimentares

Tuka Pereira - 18/04/2017 | Atualizada em - 19/04/2017

Uma nova organização sem fins lucrativos está ajudando as mulheres a enfrentar um dos desafios mais comuns, mas muitas vezes negligenciados durante a recuperação do transtorno alimentar: a construção de um novo guarda-roupa.

O Garment Project oferece às mulheres em recuperação roupas novas de graça, sem etiqueta indicando o tamanho. Inaugurada em fevereiro, o objetivo da organização com sede em Pittsburgh, nos EUA, é dar às clientes um guarda-roupa inicial para os primeiros seis meses do processo de recuperação.

Ao remover a etiqueta com o tamanho das peças, o projeto ajuda as mulheres a se concentrarem em sua saúde e evita causar retrocessos. O porojeto também elimina a pesada carga financeira que vem com a substituição completa do seu armário.

Erin Drischler conhece esses desafios em primeira mão. Ela viveu com um transtorno alimentar por 14 anos, até que finalmente se recuperou e ficou em paz com seu corpo e com a comida. Agora, juntamente com seu parceiro de negócios e noivo, Jordan Tomb, ela lançou o Garment para ajudar as mulheres como ela a superarem as pressões relacionadas com guarda-roupa após o tratamento e durante a recuperação.

https-blueprint-api-production.s3.amazonaws.comuploadscardimage4492873aa11b20-0ea3-494c-a6b6-ba6d3c363f67

Veja como o programa funciona: Parceiros da Garment em todo o país entram em contato com mulheres em recuperação em diversas clínicas. Quando uma mulher se aproxima do fim do tratamento hospitalar, sua equipe de tratamento envia suas medidas – que normalmente são registradas para fins de seguro – para Garment, deixando a mulher fora do processo.

Através de parcerias com lojas como ModCloth, Rue21 e marcas locais de Pittsburgh, Garment tem um inventário estocado com um registro detalhado de medidas verdadeiras para cada item. Isso garante que os itens cabem em um determinado cliente, então eles podem cortar todas as informações sobre tamanho da peça.

Uma vez que a organização sem fins lucrativos encontra as medidas, cada mulher recebe um pacote de conceitos básicos, incluindo camisetas, sutiãs, cuecas e jeans. Eles também recebem uma página de compras online para encontrar itens adicionais que se encaixem em seus estilos pessoais – novamente, tudo de graça.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=Ye-j4szfQtU”]

Garment incentiva os clientes a experimentar seus novos itens na presença de uma funcionária da instituição de tratamento, que possa oferecer suporte, se necessário. Quaisquer itens indesejados podem ser enviados de volta para a organização sem fins lucrativos gratuitamente em uma caixa pré-paga.

Até agora, Garment está trabalhando com seis instalações de tratamento em todo o país, mas a equipe espera ampliar sua rede à medida que o projeto cresça. Eles também planejam incluir roupas masculinas no futuro, na esperança de servir os estimados 10 milhões de homens se recuperando de transtornos alimentares nos EUA.

ONGRoupa

Todas as fotos © Garment Project

Publicidade


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.