Inovação

A brasileira Celina Turchi está entre as 100 pessoas mais influentes do mundo por suas pesquisas sobre a Zika

por: Joao Rabay

Todo ano a revista Time divulga a lista das 100 pessoas mais influentes do mundo. Na edição deste ano, há dois brasileiros: Neymar e Celina Turchi, uma cientista cujo trabalho pode salvar milhares de vidas evitando as contaminações pelo Zika Vírus.

UFG0446zika

Goiana, Celina vive em Pernambuco, onde trabalha como pesquisadora para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ela trabalhou junto de outros 30 profissionais dedicados a entender como a microcefalia se tornou epidêmica no começo de 2016, e foi ela quem descobriu a relação entre a doença e o vírus.

A cientista também foi citada pela revista Nature entre os 10 cientistas mais importantes de 2016. Ao receber a homenagem da Time em Nova York, Celina disse que se considera apenas uma representante do setor científico brasileiro, e aproveitou para defender a importância de investimentos.

celina_turchi

“Vejo a manutenção de institutos públicos de saúde, os centros de excelência em pesquisa como parte essencial da estratégia de segurança do país”, disse. “Epidemias são ameaças locais, mas podem se tornar globais, como foi e é o caso da Zika”, completou.

celina-cientista

Todas as fotos © Fiocruz

Publicidade


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Levi’s aposta em maconha para produzir sua nova linha de roupas sustentáveis