Inspiração

Samara Felippo acompanha e incentiva o processo de aceitação dos cachos de sua filha

por: Redação Hypeness


Por mais que se fale sobre a importância da representatividade, nada é melhor do que um exemplo prático para entender sua importância. A atriz Samaro Felippo usou o Instagram para relatar como sua filha mais velha, Alícia, de 7 anos, teve uma crise de aceitação em relação a seu cabelo cacheado, e como ela fez para contornar o problema.

Samara e as filhas, Alícia e Lara Samara e as filhas, Alícia e Lara

“Depois de uma crise de aceitação num domingo de maio, resolvi me inteirar mais e mais sobre cachos. Principalmente porque sou mãe lisa, sempre fui e nunca pensei que fosse um dia cuidar de duas cacheadas”, conta Samara, antes de explicar que a filha não se vê representada “na escola, na sala de aula, nas propagandas, nos brinquedos”.

A legenda acompanha um vídeo em que Samara dá dicas às mães de como cuidar dos cabelos cacheados das filhas – cortar sem lavar e ter atenção em relação aos produtos usados, por exemplo. “Cada cabelo é um, então mães, parentes, cuidadores de cacheadas, se informem antes de aceitar “um relaxamentozinho” pra diminuir o volume, um “produtinho” pra domar os cachos. Elas são únicas, poderosas e precisam entender o tamanho desse poder”, segue a atriz.

alicia e lara de novo

Em outra publicação, Samara, que já tem um blog em que se dedica a escrever sobre a maternidade, anunciou que vai criar um canal no Youtube junto da filha, que já superou a crise de aceitação e está bem ligada na importância do assunto: “’Perguntei a ela se ela sabia o “por que” de estarmos fazendo um canal. E ela: ‘Sim mamãe, para dar dicas para meninas cacheadas e empodera-las para que elas não queiram alisar o cabelo e se amem como são’”, relatou.

Confira o vídeo e os depoimentos completos da atriz:

Depois de uma crise de aceitação num domingo de maio, resolvi me inteirar mais e mais sobre cachos. Principalmente porque sou mãe lisa, sempre fui e nunca pensei que fosse um dia cuidar de duas cacheadas. Alícia mesmo num momento de crise me confessou a pouca representatividade na escola, na sala de aula, nas propagandas, nos brinquedos. É essa nossa sociedade racista. Quero que ela se ame, se aceite e saiba cuidar de seus cachos maravilhosos. E cresça ajudando a empoderar cada nova cacheada. Cada cabelo é um, então mães, parentes, cuidadores de cacheadas, se informem antes de aceitar "um relaxamentozinho" pra diminuir o volume, um "produtinho" pra domar os cachos. Elas são únicas, poderosas e precisam entender o tamanho desse poder. @jrcastrooficial Grata por vc estar aqui, por ser tão incrível e tão foda no que faz!!! Voe meu amigo, o mundo te espera🙌🏻❤ #cachos #empoderamentoinfantil #maternidade #maededuas #voucriarumcanal #alicia #

A post shared by Samara Felippo (@sfelippo) on

E assim estamos caminhando para as idéias do nosso Canal! Mandem idéias de nomes, temas, se alguém quiser arriscar um template, quem sabe não usamos e damos os créditos!? 😉 Perguntei a ela se ela sabia o "por que" de estarmos fazendo um canal. E ela: "Sim mamãe, para dar dicas para meninas cacheadas e empodera-las para que elas não queiram alisar o cabelo e se amem como são" Mas até chegar a essa resposta foram anos de exemplo e doutrina, são pelo menos 7 anos tentando mostrar a ela como meninas são poderosas, podem ser o que quiserem, devem ser respeitadas, devem saber se defender, não competem entre si, não são obrigadas a casar e nem a serem mães, isso são escolhas. Precisam crescer sabendo que ser esperta, legal, corajosa e inteligente é muito mais importante que estar magra ou ter o cabelo sedoso. Aqui em casa agora só entram livros empoderadores. Acabamos de ler "Procurando Firme" da Ruth Rocha, leiam pras suas meninas, é incrível!!! Obvio que não sou extremista, Alícia e Lara brincam de bonecas, panelinha, veem filmes de princesas, usam rosa, Lara AMA rosa 🙄😂 (eu que não gosto mesmo) mas vão sempre saber do que elas são capazes!! Vão sempre saber que meninos também podem usar rosa e brincar com bonecas sem serem chamados de "viadinhos", mas que isso acontece e que elas estejam preparadas para esse mundo nojento que estamos vivendo. Assim como já expliquei o que é e como acontecem os preconceitos. Suas meninas precisam saber que o mundo é delas!! Aqui seguimos estudando esses caracóis maravilhosos para ficarem cada vez mais maravilhosos, cuidando com amor e elogiando sempre!!! #maternidade #maededuas #empoderamento #cachos #girlpower #blackpower 💪🏻❤🙌🏻

A post shared by Samara Felippo (@sfelippo) on

(Fotos: Reprodução/Instagram)

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Maternidade na Quarentena: 12 mães falam sobre as alegrias e os desafios do momento