Debate

Michelle Rodriguez ameaça deixar ‘Velozes e Furiosos’ se os filmes continuarem sendo machistas

por: Redação Hypeness


A franquia Velozes e Furiosos é um sucesso absoluto com uma receita batida que funciona perfeitamente bem. A história é focada no estereótipo do ‘machão’: homens fortes explodindo coisas, sendo o centro das atenções, acompanhados de lindas mulheres que mal aparecem ou abrem a boca e, se abrem, falam sobre eles.

Depois de participar de 5 dos 8 filmes da franquia, a atriz Michelle Rodriguez, que dá vida a ‘Letty’, ameaça abandonar o barco caso a produção não melhore os papéis das personagens femininas.

Sem rodeios ela escreveu em seu Instagram:

F8 está por fora do que está acontecendo hoje, espero que eles decidam mostrar algum amor às mulheres da franquia no próximo filme. Ou eu poderei ter que dizer adeus a uma franquia tão amada. Foi uma boa trajetória e sou grata pela oportunidade que os fãs e o estúdio forneceram ao longo dos anos… Com amor“, escreveu Rodriguez.

O filme mais recente da franquia, Velozes e Furiosos 8, chegou aos cinemas em abril de 2017 e arrecadou US$ 1,2 bilhão na bilheteria mundial. Nele foram apresentadas duas novas personagens, vividas por Charlize Theron e Helen Mirren.

Bem antes da estreia do último filme, especulava-se que a contratação de duas atrizes declaradamente feministas fosse um sinal de que a franquia estaria dando um passo adiante a favor da representatividade feminina na trama, mas não foi bem isso o que foi visto nas telas.

O nono filme da série tem lançamento marcado para abril de 2019.

Todas as imagens: Reprodução

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Médica disse que meu filho estava morto, mas ele nasceu vivo’, casal denuncia negligência de hospital