Estilo

Jovens estão repaginando o vestido de formatura das mães para economizar e combater o fast fashion

por: Redação Hypeness

Uma nova tendência parece estar surgindo nas festas de formatura dos Estados Unidos – e tem tudo para dar certo por aqui também. As jovens do país inventaram uma maneira simples de economizar em seus vestidos: reutilizando os trajes usados por suas mães durante a formatura destas.

No país, é comum que algumas estudantes cheguem a gastar US$ 500 apenas com o vestido. Para economizar esse valor, algumas jovens investiram na ideia de reutilizar ou repaginar vestidos que eram de suas mães, criando estilos incríveis sem gastar praticamente nada.

A iniciativa é também uma maneira de combater o consumismo, já que muitos destes vestidos são usados apenas uma vez na vida. Além de sustentável, essa é uma ótima maneira de passar uma noite com uma roupa fabulosa sem gerar ainda mais lixo.

Um exemplo de reutilização de vestido que chamou a atenção das redes sociais este ano foi da adolescente Ally Johnson. Segundo contou ao HuffPost, ela havia encomendando online uma roupa para sua formatura, mas não gostou da peça. Foi quando lembrou que sua mãe, Lori, já havia sugerido em diversas ocasiões que ela reutilizasse o seu próprio vestido de formatura, usado pela primeira vez em 1995.

Incrivelmente, o vestido ficou perfeito e não precisou de nenhuma alteração. Depois de compartilhar no Twitter fotografias suas e de sua mãe usando a mesma peça, com 22 anos de diferença entre uma foto e outra, Ally recebeu mais de 3,5 mil curtidas na rede – o que só mostra o quão inspiradora foi a sua atitude!

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ingrid Silva surge exuberante em nova capa da Vogue: ‘Tem sido bonito’