Debate

ONG mostra em vídeo 360° as condições sub-humanas em que vivem detentos em prisões brasileiras

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A população carcerária brasileira ultrapassa os 600 mil presos. De acordo com a Rede Justiça Criminal, pelo menos 40% dessas pessoas deveria estar em liberdade, seja para aguardar julgamento, cumprindo pena em regime semiaberto ou simplesmente por já ter pagado por seus crimes. Mesmo assim, celas superlotadas são uma realidade comum nas cadeias.

Desde o ano 2000, a população prisional cresceu 167%. Mesmo assim, os índices de criminalidade seguem aumentando. Calcula-se que faltam mais de 250 mil vagas no sistema carcerário do país, e muita gente está presa sem que seus direitos previstos na lei sejam respeitados.

Como punições em condições desumanas podem colaborar com a luta por um país melhor? Quais os resultados de isolar alguém da sociedade sem trabalhos de reeducação e reinserção? Pelo menos de 45% das pessoas presas no Brasil cometeram crimes sem violência, e mesmo assim são penalizadas por um sistema cuja eficácia nunca foi comprovada – nem parece que vai ser.

Como a realidade de quem vive nas prisões não costuma chegar à população comum, a Rede Justiça Criminal produziu um vídeo em 360° para simular como é o interior de uma cela superlotada, onde 25 detentos dividem um espaço de apenas 9 metros quadrados. A peça faz parte da campanha Encarceramento em Massa não é Justiça, que demanda a adoção de políticas para reduzir a superlotação nos presídios.

Todas as imagens © ReproduçãoRede Justiça Criminal

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vaquinha para vendedora de balões arrastada por carro passa os R$ 25 mil