Inspiração

Sem um braço, Alex Hunt é o primeiro tenista com esta condição a pontuar no ranking profissional

por: Joao Rabay

A família do neozelandês Alex Hunt sempre foi fanática por tênis, e ele entrou em contato com o esporte logo aos três anos de idade. Seu sonho de criança era ser profissional, mas havia um obstáculo: ele nasceu sem parte do braço esquerdo. 20 anos depois, Alex conseguiu seu primeiro ponto no ranking mundial.

O tenista, que usa uma prótese de carbono especial, com a mão adaptada para segurar a bolinha na hora do saque, venceu Christopher Cajigan, das Ilhas Marianas do Norte, em duelo válido pela primeira rodada do torneio de Guam. O campeonato faz parte da categoria Future, em que jogam atletas que estão tentando entrar no circuito profissional.

Assim, ele ganhou seu primeiro ponto no ranking da ATP, a Associação de Tenistas Profissionais. Trata-se do primeiro atleta com uma deficiência física permanente a realizar tal feito. Antes de tentar a sorte como profissional, Alex cursou faculdade na Califórnia, onde recebeu bolsa de estudos para jogar no circuito universitário norte-americano.

Alex conta que, quando era criança, o pai de uma menina reclamou com o árbitro de um jogo porque ele poderia ter vantagens graças à prótese. Ele diz ainda que seu sonho como atleta é disputar um Grand Slam, um dos quatro torneios mais importantes do tênis, mas que a principal meta é poder inspirar outras pessoas com deficiência a ver que elas são capazes de ir atrás de seus objetivos.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=HoKPD-q1eFg” width=”628″]

Todas as fotos: Reprodução

Publicidade


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher investe quase R$ 150 mil e gasta mais de 200 horas para tatuar corpo da cabeça aos pés