Debate

Série chocante de imagens retrata veteranos dos EUA após 10 anos de guerra no Oriente Médio

Redação Hypeness - 29/06/2017

A inclemência do sentimento revelado pelas fotografias de veteranos de guerra tiradas por nomes como James Nachtwey e David Jay confirma uma terrível máxima a respeito da natureza de se participar de um conflito: as guerras podem até acabar no campo de batalha, mas elas de fato jamais terminam, e são levadas para casa por estes veteranos, obrigados a conviver com as guerras, direta ou indiretamente pelo resto de suas vidas.

Os soldados aqui retratados são americanos que vieram dos conflitos no Iraque e no Afeganistão.

Pensar que tais fotos são somente uma ínfima parte de um perpétuo e infinito histórico de conflitos traz ainda mais dor, especialmente notando o quanto tais jovens são as verdadeiras vítimas, em ambos os lados, da ambição dos poderosos que ordenam tais guerras.

O trabalho de Jay, batizado de Soldado Desconhecido, foi finalista do prêmio Magnum de fotografia, em 2016. “Eu sou uma testemunha, e essas fotos são minha declaração. Os eventos que eu registrei não podem jamais ser esquecidos e precisam não ser repetidos”, afirma Nachtwey.

Quantas vezes mais, porém, essa frase terá de ser repetida – e quantas mais fotos como essas terão de ser tiradas parecem ser as perguntas que permanecem no ar.

Todas as fotos © James Nachtwey/David Jay

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Marinheiro deixa navio abandonado depois de 4 anos: ‘Saído da prisão’